quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Medricas

A minha aversão pelas agulhas e seringas vem de longe. Desde miúda que fui massacrada com injectáveis e enfermeiras de mal com a vida. O coração passou a bater menos descompassado em cada injectável a administrar era já eu bem crescida. Três anos de vacina para alergias não me fizeram relacionar melhor com agulhas.

Não faço fitas quando tenho de análises de rotina. Não desmaio. Mas é coisa suficiente para não ter coragem para dar sangue.Sou uma cobardolas, eu sei.

Agora que vou ter de aplicar a mim própria o injectável, o medo voltou. Sei que se uma criança consegue manusear a "pen", eu também o conseguirei. Ando a tentar não pensar nisso.

Não dava para drogada.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)