sábado, 15 de outubro de 2011

o medo que sinto

Vejo agora que, com a idade, perdi a coragem. Quando estive a primeira vez num hospital tinha nove anos. Fiquei sozinha porque o meu avô iria a enterrar no dia da operação. Não tive medo.
Aos vinte e poucos voltei ao hospital. Pensei que ia desmaiar quando me colocaram o soro. Apesar de incialmente recusar a presença de quem fosse, soube bem quando acordei com a minha mãe à cabeceira. Nesta última década, ainda não tinha voltado ao hospital. Amanhã irá começar uma etapa que me irá levar muitas vezes ao hospital e a residir por lá algum tempo. Já comecei a ter por lá gente conhecida.
Agora que estou crescida, a única coisa que não me sai da cabeça é o medo que sinto. Quando era criança era mais corajosa.

2 comentários:

  1. Coragem. Vai correr tudo bem. Mantém-te optimista e vai dando noticias.

    bjo

    ResponderEliminar
  2. 2linhas,

    obrigada pelas palavras. O que depender de mim, vai correr bem. Vai sim.

    Beijinho

    ResponderEliminar

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)