domingo, 18 de dezembro de 2011

Aconteceu de novo

2011 ainda não acabou e mais uma vida das nossas vidas foi ceifada pelo cancro. Casaram-se uns dois anos anos de nós. Estivémos presentes. Ele tinha sempre um sorriso, uma esperança, uma palavra de conforto. Nunca teve uma vida fácil, mas o seu sorriso nunca nos fazia lembrar disso.No Natal de 2009 ela já estava doente, ainda não tinha trinta anos. Ela sentia a vida fugir-lhe por entre os dedos, mas o J. continuava com esperança. A esperança dele morreu hoje, umas semanas depois do transplante de medula da S.. Amanhã temos de nos preparar para mais uma despedida.

4 comentários:

  1. Não há palavras que se possam dizer nestas alturas...

    Vinha te desejar um Feliz Natal e deparo-me com este post. Desejo-te à mesma dentro das medidas do possivel.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. S.o.l,

    a vida é assim, infelizmente.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. As palavras perdem todo o sentido nestes momentos. Deixo-te um abraço sentido. Bjinhos

    ResponderEliminar

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)