sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

O senhor meu marido

Nas duas últimas noites tenho-me deitado bastante cedo. Tipo à hora do Vitinho. Tenho andado com um cansaço fora do normal. Logo eu, que costumo ter adrenalina, para dar e vender.
O senhor meu marido anda ocupado em reuniões de queixinhas trabalho; chega tarde e a más horas e traz tpc a apresentar no dia seguinte. Reparou no meu comportamento e estranhou-o. Tenho andado sem forças para fazer sala, ou falar do trabalho. Verdade que me tem apetecido mais dar dois dedos de conversa de treta. Fariam milagres à alma.

Hoje ao chegar a casa, percebi logo que ele julga que estou  aborrecida com ele. O que não é verdade.

Os maridos das outras amaciam o terreno com jóias, casacos de peles ou simplesmente flores; para amainar as tempestades. O senhor meu marido para limpar a cara, resolve limpar o ecoponto cá de casa. Hoje foi um desses dias. acho que só tinha uma embalagem de leite e uma lata de conserva, no ecoponto. Forma estranha de se redimir quando, cá por casa, há tempestades. Desta vez não há nenhuma, mas ele julga que sim.

[as jóias e as flores deixa-as para ofertas em dias especiais; a limpeza do ecoponto é para datas de supostos atritos. Acho que, assim, crê que eu não possa acusá-lo de não fazer nada]

Sem comentários:

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)