domingo, 26 de fevereiro de 2012

#2.25 - Nature

 [na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma - Lavoisier ]




Esta é a flor que vai estar sempre associada aos seus últimos dias, às últimas horas de agonia. Ela chamava-lhes campaínhas. Começam a desabrochar por volta desta altura. Apesar de não serem flores de jarra, o meu marido colheu algumas para a fazer sorrir, pouco antes das dores serem incessantes e da morfina a fazer delirar. Ele relembrou isso hoje.
As campaínhas continuam a florir em cada Fevereiro e as saudades que um filho sente pela mãe foram hoje ainda mais dolorosas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)