Avançar para o conteúdo principal

As noites de insónia

As noites custam mais quando ele não dorme em casa, por força da obrigação, da profissão actual.
Subitamente sou assombrada por uma insónia que não me larga. Ele nem sabe que ainda estou acordada. Ligou-me por volta das onze e meia para me sossegar. Diz que não há populações em risco mas que o incêndio continua a lavrar terreno. Ontem aconteceu o mesmo.
O Verão ainda não chegou e os incêndios não param de surgir. Sei que ele gosta do que faz, da adrenalina que lhe incendeia o sangue apesar da adversidade, do sono que não tem, do cansaço que não deixa que tome conta dele. Mas não consigo deixar de estar preocupada. Os acidentes acontecem até aos mais experientes.
Vou ter de me levantar antes das seis e não consigo pregar olho. Espero que venha antes de me levantar. São e salvo.

Comentários

  1. Que dizer...?
    Apenas espero que a cada incêndio ele retorno são e salvo, ele e todos...

    Compreendo a angustia, embora não possa dizer que já a vivi.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. S.o.l,

    confio nas capacidades do meu marido mas os acidentes acontecem.

    Tenho muito orgulho nele, também pela profissão que exerce, mas também tenho medo.

    A angústia vai tentando mitigar-se mas esta madrugada não foi fácil, ainda mais depois de ter visto as imagens na TV.

    Já falei com ele agora, não pregou olho. Diz que quer dormir com uma mulher casada. ;) Já lhe perguntei se a noite passada dormiu com uma solteira. Não dormiu mas ainda está para graçolas...

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Imagino o aperto no teu coração...
    Que ele tenha sempre com ele um anjinho protector.

    Beijinho my dear :)

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde Alice,

    espero que por esta hora ele já esteja em casa, são e salvo.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  5. Dear Daisy,

    Sim, sempre de coração apertado. MAs quando comecei a namorar com ele já sabia o que me esperava. E aceito a situação de coração aberto, mas claro não posso evitar os receios.

    Ele costuma dizer que não haverá melhor anjo protector que a mãe.que estará sempre com ele.

    beijinho

    ResponderEliminar
  6. carla,

    Olá!

    As perspectivas positivas é que, por volta das 17h, já poderia sair do local do incêndio. Portanto isto seria se corresse tudo bem.
    Ainda não falei com ele agora, portanto em caso de correr bem ou correr mal, nunca estará em casa antes do final do dia.

    beijinho e obrigada

    ResponderEliminar
  7. Compreendo essa inquietação. Também sentiria o mesmo. Mas pensamento positivo, ele voltará são e salvo.

    Um beijinho*

    ResponderEliminar
  8. Sofia,

    Felizmente veio são e salvo. e bastante cansado. Dorme como um anjinho.

    beijinho

    ResponderEliminar
  9. Eu imagino a tua angústia. No início também era assim e anda hoje se sinto passar uma ambulância ou carros da PSP em marcha de urgência, fico aflita. mas com o tempo, aprendemos a sossegar...

    ResponderEliminar
  10. Os bombeiros são os heróis do nosso país. Todos os dias nos protegem e salvam a vida a muita gente, colocando, tantas vezes, a sua própria vida em risco. Acho muito digno e muito corajoso o que o teu marido faz... mas nem imagino como te sentes. Deves ter o coração fora do peito muitas vezes. Muita força, e que corra sempre tudo como hoje.

    ResponderEliminar
  11. Haja energia para graças ;) os bombeiros são tão pouco valorizados neste país, mesmo com todos os atos heróicos que desempenham. Deve ser mesmo um orgulho. O pior são mesmo estas situações. eu não sei como é que seria se o meu marido fosse bombeiro. Não pregaria olho toda a noite...

    Beijinho*

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

Jardim de Chuva Prateada

hoje em dia, as pessoas têm muitos amigos no facebook. é onde têm mais amigos. Se,de repente, essa pessoa deixar de colocar posts ou likes, não mostrar as suas selfies, os amigos vão preocupar-se com isso? se calhar não. acho que impera por lá a inveja, não a preocupação... Acho que os blogues são bem mais que isso. As pessoas não são sempre felizes; quando querem, mostram a vida que realmente vivem. E, às vezes, a amizade nasce, quando nos identificamos com essa pessoa. [Bem sei que há por aí gente com mais imaginação do que vida própria.] Há cerca de dois anos, uma pessoa frequente no meu blogue, deixou de escrever no blogue dela e nunca respondeu a emails que varias pessoas "chegadas" lhe haviam enviado, inclusive eu. tinha-me deixado um apelo no seu blogue, a que depois respondi e nunca mais tive resposta. ainda hoje tenho o seu blogue na minha de lista de leituras, para o caso dela voltar. mantenho a esperança que nada tenha acontecido. Agora volto a preocupar-me com a…

ironias

O meu marido conseguiu saber/sentir primeiro que eu o que e uma epidural...
(ouvimos sempre falar de epidural aquando dos partos mas afinal, não serve apenas nesses casos)

das minhas fragilidades. tenho coisas para contar, mas hoje "roubo" palavras a outros

O momento de escrever o que Maio me trouxe e me levou, vai chegar. falarei sobre isso, quando me sentir com os pés mais perto da terra e menos de cabeça para baixo. Sem os dramatismos com que agora vejo os acontecimentos.Maio trouxe e levou. A minha vida continua um novelo com muitas pontas e poucos fins à vista. tenho de falar nisso. Porquê? porque preciso. só não sei por que ponta começar.

Enquanto as minhas palavras não saem, gostei das de outrem, que não hesitei em roubar, sem pedir licença, mas dando os devidos créditos.

Tantas palavras te disse hoje,
mas as mais frágeis reservo-as
para o dia em que te encontrar.[Deste blogue]