Avançar para o conteúdo principal

Coisas da Páscoa

Contrapondo ao Natal, não gosto da Páscoa; por ser uma época mais triste, mais séria, talvez.
Páscoa  é sinónimo de ida à serra, a casa do sogro; é lá que começo a organizar o trabalho para receber os convidados; é preparar ementas diferentes todos os anos, organizar tudo um mês antes. É tentar que a minha cunhada colabore, e quando ela o faz por inteiro - como aconteceu o ano passado- faltam metade das coisas na mesa e nunca tem nada pronto a tempo da chegada dos convidados. Basicamente, Páscoa é sinónimo de dois dias na cozinha, para bem receber e sair tudo de lá satisfeito. O pior é que segunda é dia de trabalho e eu a necessitar de descanso

Bom, já tenho quase tudo acondicionado - panelas e tabuleiros incluídos, e mais umas receitas por escrito, não vá dar-me uma branca com tanta azáfama.

Andarei ocupadíssima nos próximos dias; por isso, fica já o recado dado:


Comentários

  1. Bolas isso lembra-me a minha mãe!
    Era sempre ela que tratava de tudo na aldeia, até que se fartou e cortou :D
    O que é demais também cansa!
    Agora estamos em nossa casa e corre tudo bem, sem confusões ;)

    ResponderEliminar
  2. Candybabe,

    A minha sogra faleceu há três anos e o meu sogro sabe o quanto ela gostava de receber as pessoas lá em casa; quis manter a tradição e pediu a colaboração dos filhos.

    Achei que devíamos continuar a manter a tradição.Normalmente sou eu quem trata de tudo, exceptuando no ano passado, que fiz anos na véspera de Páscoa e só fomos à serra no próprio dia. Juntámos esse facto com o facto de obrigar a minha cunhada a trabalhatr um bocadinho. Normalmente ela senta-se à mesa e critica. Traz umas tartes de casa também, é a participação dela. No ano passado esqueceu-se de comprar metade das coisas, porque não se organizou. Tivémos nós (eu e o meu marido de andar a remendar).

    Este ano, voltamos ao mesmo. Volto à cozinha e à organização.

    Gosto tudo bem feito e ficar de espectadora acaba por me dar ainda mais nervoso. Gosto de receber bem está tudo dito.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Boa Páscoa. Vai correr tudo bem, e depois vale o esforço.
    Besitos

    ResponderEliminar
  4. Uma Feliz Páscoa e espero que a cunhada colabore mais desta vez. Um beijinho e tenta descansar.

    ResponderEliminar
  5. Bom trabalho, já que esta quadra vai ser passada na cozinha! Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Querida Alice, apesar da azáfama. desejo-te uma boa Páscoa, na companhia dos teus. :)

    ResponderEliminar
  7. Já houve tempos em que a Páscoa me fazia mais feliz - participei em vários retiros pascais com o grupo de jovens e retirei grandes lições de vida, infelizmente a vida muda e agora é só mais um dia - e este ano então, com as neuroses que têm pairado cá por casa, não está nada fácil...

    Espero que o teu esforço mereça elogios :) e que seja uma Páscoa muito feliz para ti e para a tua família!

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  8. Lmon,

    Sim,valeu o esforço. acho que ninguém saiu de lá com fome; nem eu saí sem me estoirar de cansaço.

    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Sofia,

    Não colaborou e ainda tivémos direito a cena teatral.

    Já passou.E ainda bem.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. eu,

    Pois foi passada na cozinha, mas especificamente alernando entre o fogão e o forno.
    Já passou, felizmente.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  11. Manuela,

    Espero que também tenhas tido uma boa Páscoa.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  12. B. Cérise,

    Eu espero que recuperes depressa. Sei que não anda fácil por aí.

    Por aqui já passou, ainda estou a recuperar; é só uma questão de dias.

    Beijinho

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

nada que consiga com palavras simples

A ideia de sair do emprego não era nova. Era uma ideia adiada. Viver agarrada à ideia que precisava do emprego para concretizar sonho(s) era só forma de me ancorar ao certo, ao fácil, ao controle, caso algo corresse mal. Afinal, ter um filho a quem se pensaria dar tudo era, para mim, condição suficiente e necessária, para manter o sustento sem solavancos nem travagens bruscas.
Já há demasiadas coisas simples a subtraírem minutos ao meu sono todos os dias. Se pensava em trazer alguém ao mundo então tudo deveria ser bem calculado, medido, pensado ao mais ínfimo pormenor. Preocupei-me demasiado em aconchegar um sonho em camas de algodão fofo e sedoso, que tudo o resto foi descuidado. Os outros [sonhos] foram sendo descuidados, apagados da memória, subnutridos até serem deixados morrer por incúria de mim mesma. Esta semana comecei a enviar CV e até tive uma proposta de entrevista no mesmo dia. Retraio-me em candidatar-me a umas quantas coisas, em dar conhecimento a conhecidos do meio so…

Jardim de Chuva Prateada

hoje em dia, as pessoas têm muitos amigos no facebook. é onde têm mais amigos. Se,de repente, essa pessoa deixar de colocar posts ou likes, não mostrar as suas selfies, os amigos vão preocupar-se com isso? se calhar não. acho que impera por lá a inveja, não a preocupação... Acho que os blogues são bem mais que isso. As pessoas não são sempre felizes; quando querem, mostram a vida que realmente vivem. E, às vezes, a amizade nasce, quando nos identificamos com essa pessoa. [Bem sei que há por aí gente com mais imaginação do que vida própria.] Há cerca de dois anos, uma pessoa frequente no meu blogue, deixou de escrever no blogue dela e nunca respondeu a emails que varias pessoas "chegadas" lhe haviam enviado, inclusive eu. tinha-me deixado um apelo no seu blogue, a que depois respondi e nunca mais tive resposta. ainda hoje tenho o seu blogue na minha de lista de leituras, para o caso dela voltar. mantenho a esperança que nada tenha acontecido. Agora volto a preocupar-me com a…

ironias

O meu marido conseguiu saber/sentir primeiro que eu o que e uma epidural...
(ouvimos sempre falar de epidural aquando dos partos mas afinal, não serve apenas nesses casos)