segunda-feira, 30 de abril de 2012

Precisava gritar

Estou nervosa. tremo que nem varas verdes. Nem no dia do casamento ou na admissão à Universidade me sentia tão nervosa. Parece que sou novata nisto. Não sou. Mas o telemóvel escorregou-me umas quantas vezes das mãos antes de conseguir fazer a chamada para que me assinalassem a partida. Chamada feita, obstáculo à vista. Estava eu a pensar numa pista limpa e afinal, estou numa corrida com barreiras.

Sei o telefone vai voltar a cair-me das mãos quando tiver que fazer o segundo telefonema que me pediram para fazer. Vai ser tão difícil manter-me calma durante as próximas duas horas.

Porque é que eu tenho o condão de complicar tudo?

1 comentário:

  1. Não acho que seja condão... Às vezes as coisas são mesmo complicadas, independentemente dos nossos esforços para as complicar. Mas o caminho para a felicidade não costuma ser o mais suave. Torço sempre por ti. Um beijinho*

    ResponderEliminar

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)