segunda-feira, 30 de abril de 2012

prestes a desmoronar

Não estivesse eu no trabalho e já teria caído num pranto descontrolado. Não seguro os nervos que me explodem nas têmporas. lateja a dor forte e o coração bate a um ritmo acelerado. Se não me materem os nervos, dão as hormonas cabo de mim. Que me insistem em fazer chorar, seja de que maneira fôr. Que não seja  a pior. Que não seja a pior. Interiorizo a voz que me pede calma e serenidade mas a dor de cabeça ecoa mais forte e atroz.

6 comentários:

  1. Então?!?! Força!!! Vai à casa de banho descarregar essa tensão, chora o que tiveres de chorar e vais sentir-te melhor.

    Beijinhos xx

    ResponderEliminar
  2. A sério, inspires, expira... sai à rua um pouco e apanha um pouco de ar. Tenta fazer os telefonemas quando estiveres só.
    Lembra-te: "É uma pedra, passa por cima. É uma vedação, salta. É um muro, trepa. É alto demais, não faz mal, nós ajudamos-te a subir."

    Um beijo grande.

    ResponderEliminar

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)