quarta-feira, 2 de maio de 2012

Não matam, mas doem

Penso cada vez mais que o meu lado pessimista deve ter sido adquirido pelos genes.

"O melhor é contares com o pior, assim não te desiludes"

É por estas e por outras, que me fecho em copas e não digo nada a ninguém. Não fosse a extrema necessidade da outra vez, e ainda ela não saberia de nada.

Há coisas que temos de saber perdoar, e seguir em frente, em direcção ao objectivo.

4 comentários:

  1. Também sou assim. E isso tem tanto de bom, porque nos protege de possíveis desilusões, como de mau, porque não avançamos tanto como queríamos.

    Força e um beijinho grande.

    ResponderEliminar
  2. Sofia,

    Este tipo de comentários não me ajuda. O pior é sempre certo. Por isso estou aqui a remar contra isso.

    beijinho

    ResponderEliminar
  3. Compreendo. Estás no caminho certo, a aguentar e a seguir, apesar de tudo. As boas notícias vão chegando?

    Beijo*

    ResponderEliminar
  4. eu,

    Estou a tentar ser optimista. Seguro está o não, pelo sim e a sua duração luto eu.
    Não tem havido notícias más; para já é que conta.

    Obrigada por perguntares,

    Beijinho

    ResponderEliminar

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)