quinta-feira, 3 de maio de 2012

A nossa História triste

O livro Catarina de Bragança ainda vai a meio. Praticamente quase todo o livro é triste, onde se sabe desde o início que ela não conseguirá ter filhos. Posso adiantar que o D. Amélia, da mesma autora,é muito diferente. Li-o com uma avidez que não me é possível neste. Não deixa de ser interessante, quanto mais não seja por acrescentar mais ao pouco que sei sobre esta parte da História de Portugal. Mas não tem o brilho do outro. Não sei explicar. Quem já leu ambos, pode, certamente ter opinião diferente da minha.

Espero acabá-lo antes da fase que se avizinha, ou vou entristecer em vez de me alegrar. Tenho de fazer a lista de livros que gostaria de ler, para ajudar a passar o tempo e não apagar a alegria. Pode ser que apareça mais alguma sugestão aqui em baixo. [nisso vou perdendo a esperança, mas se alguém ainda se lembrar de algo alegre, faça o favor de sugerir.]

3 comentários:

  1. Fiquei com a mesma sensação. Este livro não é mau mas não nos envolve como o outro...

    ResponderEliminar
  2. Dina,

    Afinal não sou a única a ficar com um sentimento de tristeza ao ler o livro. Acabei-o hoje. Não é um livro mau, e a escritora obviamente não podia adulterar muito a história. Acho que a rainha D. Amélia talvez tivesse tido uma vida mais rica, que permitisse manobrar a história de outra maneira. A Rainha D. Amélia foui uma mulher grande. Catarina foi aquili que foi possível ser, talvez um pouco apagada.

    ResponderEliminar
  3. por acaso tenho ouvido falar muito bem dele e tenho-o cá em casa emprestado para ler. hummm vamos a ver que opinião vou ter. tenho de lê-lo. não tenho andado muito para aí virada...

    ResponderEliminar

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)