Avançar para o conteúdo principal

novo episódio

O meu sobrinho  devia agora andar a cantar "doidas, doidas andam as galinhas". está na idade das canções infantis em modo repeat. Recusa-se a cantar tais músicas, embora goste de as ouvir. Prefere cantar "anda ver comigo os aviões". Acho que sabe a letra melhor que eu. e termina de modo fantástico " levar a América até ti",

Também descobri que gosta muito de cantar no banho.

[tenho pena de não ter conseguido gravar as cantorias dele. o pai ainda tentou que ele recomeçasse, mas já se sabe como são as crianças: quando pedimos para repetirem, fazem sempre o contrário]

vai para o infantário em Setembro, e dado que está muito avançado na fala, receio que regrida. É um homenzinho de dois anos muito bem falante e sociável. e bom cantor, me parece. :)

Comentários

  1. Olá Alice,

    Vais ver que o infantário o vai estimular ainda mais. Pode não avançar tão depressa na fala, mas vai desenvolver outras competências importantes, e se tudo correr bem, ser muito feliz com as outras crianças, e as educadoras. O mundo dele vai começar a abrir-se e a crescer, o que é assustador, mas também muito bom sinal.
    É engraçado que o meu sobrinho (4 anos) também canta muito o «anda comigo ver os aviões»... mas infelizmente, não afina muito ;) Quem sabe se não têm aí um talento musical?

    Um beijinho e felicidades para o teu sobrinho.

    ResponderEliminar
  2. eu, sei que o vai estimular noutras áreas como o convívio e a partilha com outras crianças que achamos que é o que lhe faz falta.

    De resto está muito avançado para a idade que tem; tem conversas de adultos e tem um instito de auto-defesa que o primo de 5 anos não tem.

    sabe explicar-se muito bem e ter uma conversa muito coerente. claro que ainda tem alguma dificuldade em distinguir a primeira pessoa do singular da terceira pessoa em alguns verbos, mas a maioria das crianças da idade dele nem sabe dizer palavras simples quanto mais "aparafusadora" como ele tão bem diz ou imaginar histórias como ele já inventa, criando nomes para as personagens e tudo.

    Quanto ao talento musical,apesar de ser afinadinho, não estou a contar nem era essa a minha intenção quando falei nisso. Acho piada como ele consegue levar direitinho- ainda que no registo baixo- cantar sem desafinar. Achei muita graça mesmo.

    Obrigada e felicidades também para o teu sobrinho(e para ti)

    ResponderEliminar
  3. Minha querida vais ver que não regride! O infantário faz-lhes muito bem. Regras, desenvolvimento cognitivo, etc. Já chegou a carta...? Beijo com carinho

    ResponderEliminar
  4. belle,

    Acredito que lhe faça bem. precisa de outras crianças, mas ele fala tão bem que até dá gosto. Toda a gente fica admirada. Ao que sei as crianças da idade dele lá no infantário estão mais atrasadas na fala. Mas não irá ser nada.

    Não, não veio nenhuma carta. Hospitais públicos e férias, estás ver o resultado? Queria resolver esta situação rápido; sem isto resolvido é difícil operar outras mudanças na minha vida. temos de ter paciência

    Bjs

    ResponderEliminar
  5. E preciso não perder a esperança e acreditar! Quanto ao animal de estimação: Coelho? Passarinho? Gatinho já sei que não, mas fazia mta companhia. Bjo.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

nada que consiga com palavras simples

A ideia de sair do emprego não era nova. Era uma ideia adiada. Viver agarrada à ideia que precisava do emprego para concretizar sonho(s) era só forma de me ancorar ao certo, ao fácil, ao controle, caso algo corresse mal. Afinal, ter um filho a quem se pensaria dar tudo era, para mim, condição suficiente e necessária, para manter o sustento sem solavancos nem travagens bruscas.
Já há demasiadas coisas simples a subtraírem minutos ao meu sono todos os dias. Se pensava em trazer alguém ao mundo então tudo deveria ser bem calculado, medido, pensado ao mais ínfimo pormenor. Preocupei-me demasiado em aconchegar um sonho em camas de algodão fofo e sedoso, que tudo o resto foi descuidado. Os outros [sonhos] foram sendo descuidados, apagados da memória, subnutridos até serem deixados morrer por incúria de mim mesma. Esta semana comecei a enviar CV e até tive uma proposta de entrevista no mesmo dia. Retraio-me em candidatar-me a umas quantas coisas, em dar conhecimento a conhecidos do meio so…

Jardim de Chuva Prateada

hoje em dia, as pessoas têm muitos amigos no facebook. é onde têm mais amigos. Se,de repente, essa pessoa deixar de colocar posts ou likes, não mostrar as suas selfies, os amigos vão preocupar-se com isso? se calhar não. acho que impera por lá a inveja, não a preocupação... Acho que os blogues são bem mais que isso. As pessoas não são sempre felizes; quando querem, mostram a vida que realmente vivem. E, às vezes, a amizade nasce, quando nos identificamos com essa pessoa. [Bem sei que há por aí gente com mais imaginação do que vida própria.] Há cerca de dois anos, uma pessoa frequente no meu blogue, deixou de escrever no blogue dela e nunca respondeu a emails que varias pessoas "chegadas" lhe haviam enviado, inclusive eu. tinha-me deixado um apelo no seu blogue, a que depois respondi e nunca mais tive resposta. ainda hoje tenho o seu blogue na minha de lista de leituras, para o caso dela voltar. mantenho a esperança que nada tenha acontecido. Agora volto a preocupar-me com a…

ironias

O meu marido conseguiu saber/sentir primeiro que eu o que e uma epidural...
(ouvimos sempre falar de epidural aquando dos partos mas afinal, não serve apenas nesses casos)