Avançar para o conteúdo principal

presente

Acabaram de me oferecer aqui na empresa uma dúzia de ovos. Para fazer um bolo e trazer.

(não sei se considere isto como um elogio)

Comentários

  1. ah ah ah ah ah ah

    ganda lata!!!

    eu fazia o bolo mas deixava-o queimar.
    Sou má, eu sei ;)

    ResponderEliminar
  2. Aproveitadores...
    lol

    Acho que sim, deves considerar um elogio :)
    Deves ser uma óptima pasteleira!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Raiozinho,

    Quem me trouxe os ovos não merece isso. Por muita que o presente pareça interesseiro.

    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Dear Daisy,

    Talvez, talvez...

    Não sou uma óptima pasteleira mas o pessoal daqui parece gostar dos bolinhos que vou trazendo.

    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Belle,

    quem me deu os ovos foi UM colega. nem sequer trabalha no mesmo espaço físico que eu, embora colaboremos os dois em conjunto. Lembrou-se e trouxe-me os ovos. Falou no bolo logo de seguida.

    Bjs

    ResponderEliminar
  6. ahahahahahhahahahah
    Puseram-te a trabalhar!!!!!
    Pelo menos confiam em ti para comerem o bolinho :D

    ResponderEliminar
  7. Candybabe,

    Acabou de badalar a meia noite e eu ainda não sei que bolo hei-de fazer.

    sim, confiam tanto que estou sempre a perguntar quando levo outra guloseima. De vez em quando, levo uma coisinha doce e toda a gente limpa a tacinha e lambe os dedos.

    Vamos ver o que vai ser...

    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Aquele bolo de laranja do outro dia deve fazer sucesso, não?
    Bem, mas se o colega não merece que faças o bolo porque será que te trouxe os ovos? Será um pedido de desculpas por alguma coisa?

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  9. B. Cérise,

    Olá. já trouxe bolo de laranja e bolo de chocolate. tem de ser qualquer coisa de diferente. Ontem lembrei-me das queijadas de leite mas, definitivamente, não tenho muita sorte com elas.

    Tentarei pensar em algo fresco hoje, que vou estar sozinha, e fazer. Pensava num bolo fresco de coco que já fez sucesso entre amigos e familiares.

    Quando respondi à Raio-de-luar que ele não "merecia isso", referia-me a não merecer queimar o bolo. Nem era capaz de levar nada para lado nenhum com má apresentação. Ele é bom homem e claro que merece, quanto mais não seja pela oferta que me fez. Não é, portanto, nenhum pedido de desculpas dele, mas sim um mimo.

    Continuação de boas férias. (oh pra mim toda invejosa :))

    bjs

    ResponderEliminar
  10. LOL
    Eu estava a ser mázinha.
    Há dias vi uma receita de um bolo que tratei logo de guardar para em breve experimentar. Deixo a sugestão:
    http://7gramas-de-ternura.blogspot.pt/2012/08/bolo-de-laranja-e-iogurte-com-calda-de.html
    Parece-me um bolo fresquinho e olha que para a semana vem aí uma onda de calor ;)
    Depois quero ver fotos e ficar a roer-me de inveja ;)

    ResponderEliminar
  11. Raiozinho,

    Apesar de não gostar de chocolate branco (o que não impede os outros de gostarem) este bolo tem cá um aspecto. fantástico. É capaz de fazer sucesso por aqui.

    tenho de comprar chocolate branco. Parece-me fácil de fazer.

    Se ficar bem, vou tentar colocar foto.

    Obrigada pela sugestão. Desconhecia o blogue de onde veio a sugestão. Portanto foi um 2 nem 1.

    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Minha linda, substituis o chocolate branco por negro. OU tiras a cobertura de chocolate e polvilhas com açúcar em pó e canela. Imaginação é o limite ;)

    ResponderEliminar
  13. raiozinho,

    Bem sei que posso fazer essas substituições (obrigada pelas dicas) mas assim, com chocolate barnco, digamos que é mais vistoso e menos vulgar, não achas?

    Aqui o chocolate branco nunca é problema, pois quando trago bolos para aqui não como. Fica mesmo para os outros se deliciarem. E acho que é sempre pouco, apesar de fazer bolos grandes.

    Obrigada mais uma vez, adorei a sugestão.

    ;)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

nada que consiga com palavras simples

A ideia de sair do emprego não era nova. Era uma ideia adiada. Viver agarrada à ideia que precisava do emprego para concretizar sonho(s) era só forma de me ancorar ao certo, ao fácil, ao controle, caso algo corresse mal. Afinal, ter um filho a quem se pensaria dar tudo era, para mim, condição suficiente e necessária, para manter o sustento sem solavancos nem travagens bruscas.
Já há demasiadas coisas simples a subtraírem minutos ao meu sono todos os dias. Se pensava em trazer alguém ao mundo então tudo deveria ser bem calculado, medido, pensado ao mais ínfimo pormenor. Preocupei-me demasiado em aconchegar um sonho em camas de algodão fofo e sedoso, que tudo o resto foi descuidado. Os outros [sonhos] foram sendo descuidados, apagados da memória, subnutridos até serem deixados morrer por incúria de mim mesma. Esta semana comecei a enviar CV e até tive uma proposta de entrevista no mesmo dia. Retraio-me em candidatar-me a umas quantas coisas, em dar conhecimento a conhecidos do meio so…

Jardim de Chuva Prateada

hoje em dia, as pessoas têm muitos amigos no facebook. é onde têm mais amigos. Se,de repente, essa pessoa deixar de colocar posts ou likes, não mostrar as suas selfies, os amigos vão preocupar-se com isso? se calhar não. acho que impera por lá a inveja, não a preocupação... Acho que os blogues são bem mais que isso. As pessoas não são sempre felizes; quando querem, mostram a vida que realmente vivem. E, às vezes, a amizade nasce, quando nos identificamos com essa pessoa. [Bem sei que há por aí gente com mais imaginação do que vida própria.] Há cerca de dois anos, uma pessoa frequente no meu blogue, deixou de escrever no blogue dela e nunca respondeu a emails que varias pessoas "chegadas" lhe haviam enviado, inclusive eu. tinha-me deixado um apelo no seu blogue, a que depois respondi e nunca mais tive resposta. ainda hoje tenho o seu blogue na minha de lista de leituras, para o caso dela voltar. mantenho a esperança que nada tenha acontecido. Agora volto a preocupar-me com a…

ironias

O meu marido conseguiu saber/sentir primeiro que eu o que e uma epidural...
(ouvimos sempre falar de epidural aquando dos partos mas afinal, não serve apenas nesses casos)