Avançar para o conteúdo principal

Romances de verão

Por agora desisti de ler o livro Feira de Vaidades. Era o que estava pensado nestas últimas semanas. Já li umas páginas mas decidi abandoná-lo de novo na estante. Estava a ser um pouco complicado concentrar-me na leitura deste clássico. Porque não me apetecem coisas muito elaboradas. Optei por ler livros leves que, confesso, cedo a comprar mais pelas capas e contracapas do que por outra coisa qualquer. Deixei-me seduzir pelo marketinng.
Ainda não actualizei a lista ali ao lado mas estou quase a acabar "Encontro na Provença" de Elisabeth Adler. Livro bem ligeirinho e com algumas incongruências. talvez um pouco incipiente para o meu gosto. Muito cor-de-rosa também.
Tem existido uma grande explosão deste tipo de livros, com capas sugestivas, bem coloridas. pelo menos, eu só dei por ela há relativamente poucos meses. São livros deste género aos montes nas estantes. A maior parte deles quase se assemelham (em conteúdo) ao romances de cordel que lia quando era adolescente (não tenho prurido em admitir; ainda tenho alguns guardados em casa dos meus pais).

De um momento para o outro, a literatura barata parece ter vestido outra roupagem, e sai agora à rua menos picante, mais púdica,  bem vestida e de custo mais elevado. Parece-me.

Comentários

  1. Concordo, levou um litfing e encareceu mas é a mesma coisa eheh. Quer dizer mais insonsa...

    ResponderEliminar
  2. Lemon,

    Tens tudo dito numa frase. :)

    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Para ler na praia é bom, acho que é por isso que se chama ao verão a silly season :)
    Não sei porquê, mas parece-me que é por isso que o meu marido não gosta muito que eu leia chick lit. Se é para ser caro, ao menos que seja uma coisa que valha a pena, certo?

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  4. Menina Blanche,

    Quando falava em preço estava mesmo a comparar com os romances de cordel, que habitualmente eram baratos. Mas se compararmos o preço destes livros com alguns agora muito falado estamos a falar em metade do preço- menos de 10 €. Também foram comprados em feiras do livro.

    São livros sem grande profundidade. Evita que o pensamento comece a divagar para coisas de que tento fugir. São basaicamente para relaxar.

    Já vi que tu estás bem apetrechada de leituras. Os livros do Gonçalo Cadilhe são giros? Fiquei interessada mas tenho receio de não ser o que penso.

    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Alice estou como tu. Nada muito elaborado. Nada que me obrigue a pensar muito. Ando muito cansada da cabeça. No entanto acabo por sentir sentimento de culpa, vergonha para comigo própria de não ler grandes clássicos. Estou mesmo no inicio das sombras de grey. Vamos a ver que sai dali! Xuac

    ResponderEliminar
  6. Eu leio basicamente para não pensar, exatamente como tu!
    A última vez que comprei livros foi em junho na leya do freeport, sem contar com a compra com o vale da worten e gastei pouco mais de 20€ e trouxe 4 livros :) são da edição de bolso da Leya, mas vale a pena a diferença de preço!
    Se gostas de literatura de viagens, o Gonçalo Cadilhe é muito interessante, porque fala sobre as viagens dele e sobre as diferenças culturais entre Portugal e os países que ele visita. Como ele não viaja de avião torna-se muito interessante 'conhecer' os vários meios de transporte as peripécias dele. Eu gostei muito do 1º que li - Encontros Marcados - e já vou no 3º, portanto posso dizer que estou fã :)
    O que me vale é que muitos dos livros que tenho lido são emprestados, porque senão iria à biblioteca, já que este vício é muito caro;)!

    [Continua de pé a oferta de empréstimo de livros, se quiseres:)]

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  7. belle,

    acho que não tens de sentir vergonha, nem creio que sejas pessoa de seguir o rebanho. tens ideias muito bem assentes e és bem resolvida.

    Como em tudo na vida, ler depende do nosso estado de espírito, tal como escrever. Deves fazer o que te apetecer.

    Quanto Às sombras de Grey, sei que o livro é muito falado mas eu que sou do contra, não tenho interesse nenhum em ler. talvez seja o meu estado de espírito, talvez o leia quando já ninguém falar nele.

    tenho por experiência que ler o que está na moda é um tiro no pé. Acabo sempre por alimentar expectativas que depois não se concretizam.

    Lê o que te apetece, nem que seja BD ou romances comprados nas tabacarias. Ler tem de ser um prazer e não uma obrigação, mas sei que esse também é o teu lema

    Bjs

    ResponderEliminar
  8. B. Cérise,

    Ainda hei-de experimentar ler Gonçalo Cadilhe. desperta-me curiosidade e agora que disseste, parece-me mesmo que vou ler.

    conheço os livros de bolso e a versão é bem mais económica. esses que falo neste post são dessa editora e alguns deles em versão livro de bolso. muito mais acessíveis no preço.

    Não me esquecerei dessa tua oferta. deixa-me lá acabar estes que aqui estão e depois falamos.

    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Eu estou a pôr de parte alguns livros para devolver os favores às 3 pessoas que já me emprestaram livros este ano, mas ainda sobram muitos para emprestar:) É só dizeres qualquer coisa e seguem por ctt, ou então combinamos um cafézinho;)!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  10. B. Cérise,

    Um cafezinho ou um chazinho também me parece bem! :)

    (tenho receio de não estar à altura das tuas expectativas. Isso é que é pior)

    Bjs

    ResponderEliminar
  11. B. cérise,

    E eu já te respondi!:)))

    Obrigada

    ResponderEliminar
  12. Alice nunca leio nada pelos outros. Estou a ler as sombras porque me agradou a história, porque e erótico. Gosto. Nunca li a saga twilight porque todos liam e Tb não faz muito o meu género.

    ResponderEliminar
  13. belle,

    As sombras de Grey não me seduziram pelo que li na contracapa. Não é o momento de o ler, talvez seja isso- Mas ainda bem que estás a gostar.

    E lá porque toda a gente lia a saga dos vampiros, tal como tu, não alinhei nessa procissão.

    Ler o que quer que seja tem a ver com o nosso estado de espírito.

    As ajudas nas leituras são sempre bem vindas. Assim, sempre temos uma ideia se valem ou não a pena.

    Eu estou mesmo na fase de coisas levezinhas. Talvez o tal das sombras de grey possa estar nas preferências quando me achar mentalmente mais forte. O dos vampiros está mesmo fora de questão. Sou a ovelha tresmalhada do rebanho. LOL

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

Jardim de Chuva Prateada

hoje em dia, as pessoas têm muitos amigos no facebook. é onde têm mais amigos. Se,de repente, essa pessoa deixar de colocar posts ou likes, não mostrar as suas selfies, os amigos vão preocupar-se com isso? se calhar não. acho que impera por lá a inveja, não a preocupação... Acho que os blogues são bem mais que isso. As pessoas não são sempre felizes; quando querem, mostram a vida que realmente vivem. E, às vezes, a amizade nasce, quando nos identificamos com essa pessoa. [Bem sei que há por aí gente com mais imaginação do que vida própria.] Há cerca de dois anos, uma pessoa frequente no meu blogue, deixou de escrever no blogue dela e nunca respondeu a emails que varias pessoas "chegadas" lhe haviam enviado, inclusive eu. tinha-me deixado um apelo no seu blogue, a que depois respondi e nunca mais tive resposta. ainda hoje tenho o seu blogue na minha de lista de leituras, para o caso dela voltar. mantenho a esperança que nada tenha acontecido. Agora volto a preocupar-me com a…

ironias

O meu marido conseguiu saber/sentir primeiro que eu o que e uma epidural...
(ouvimos sempre falar de epidural aquando dos partos mas afinal, não serve apenas nesses casos)

balões de oxigénio precisam-se...

Tenho andado longe daqui e de outros locais virtuais que, habitualmente apreciava ler. Os emails acumulam-se neste endereço que associei ao blog. Tem havido pouco tempo, pouca vontade e uma energia há muito no vermelho. Não e por desinteresse que tenho estado longe, e por desequilíbrio mental. Querer escrever aqui ou numa caixa de comentários tem se tornado uma tarefa quase hercúlea. Escrever sempre um prazer para mim, mas tenho-me sentido incapaz de o fazer nos últimos tempos. Tenho aceitado com alguma ansiedade os muitos acontecimentos que se vão sucedendo, mais desde Abril- outro Abril que se verificou agourento. Tenho muitas coisas pendentes neste momento que apenas requerem tempo- e Paciência - para que possam resolver-se. Apesar de tudo e cada vez mais, acredito - embora nem sempre aceite, em primeira instancia- nada acontece por acaso. Embora almejasse deste o início do ano por umas boas e retemperadoras férias, não foi a possibilidade de um ultimo tratamento que as veio por …