quinta-feira, 16 de agosto de 2012

sonho que sonhei (a dormir)

Dormi pouco.Eram 02.30h da manhã ainda não tinha pregado olho.
 Dormi mal. No tempo que dormi, lembro-me de ter sonhado.
Lembro-me de pouca coisa. Somente de me perguntarem de quantos meses estava. respondia que estava de dois meses. Mas lembro-me de ter uma barriga proeminente. E de a afagar.

Sonhos. Bem que podia ser realidade.

9 comentários:

  1. ângela,

    talvez... talvez. A esperança é a última a morrer.

    beijinho

    ResponderEliminar
  2. e vai acontecer, tens que acreditar que sim, nunca perder a esperança.
    beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Anita,

    Por aqui a esperança ainda se mantém que aconteça. Nunca tinha sonhado com isto e esta noite aconteceu. Foi mesmo estranho.

    Bjs e boas férias com a pimpolha

    ResponderEliminar
  4. Sonhamos com o que desejamos! O sonho comanda a vida! Esperança sempre! xuac!

    ResponderEliminar
  5. belle ,


    é a ínica coisa que se vai mantendo: a esperança. enquanto não ma matarem é isso que cá mora.

    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Eu acredito que os sonhos se realizam :)

    Um grande beijo*

    ResponderEliminar
  7. B. Cérise,

    Já fui mais crédula. Há sonhos que nunca se realizarão. O tempo o dirá, o tempo o dirá...

    ResponderEliminar
  8. Olá lí hoje pela 1º vez o teu blog e gostei muito.
    Quanto ao post, como eu te compreendo, sei bem o que é desanimar, há dias que pensamos em tudo de mau, mas temos que tentar dar a volta por cima. O nosso dia chegará...

    ResponderEliminar

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)