Avançar para o conteúdo principal

C' est la vie!

Setembro promete ser um mês de muito trabalho para os bombeiros e de uma carga de nervos para mim.
Passámos uma manhã para lá de agradável- muita água de mar nos pés, sol quentinho na pele, mão sobre a mão e um almoço caseiro mas delicioso, feito a dois.
Isto ameniza a saída dele, a correr, para mais um incêndio. Como dizem os portugueses: podia ser pior! Podia não ter regressado esta manhã, depois de ter passado a noite noutro incêndio.
Que hei-de eu fazer? Aguentar! [há dias que não é fácil ser-se compreensiva, principalmente quando prometeu que passava o dia comigo, depois de dois dias fora de casa]

Nota: O fumo vê-se aqui de casa e ouvem-se helicópteros. Deve estar complicado. É impossível não ficar ansiosa.

Comentários

  1. Estamos as duas com vistas idênticas. De minha casa também se vê fumo, avião e helicóptero passaram vezes sem conta ao longo da tarde. O vento é inimigo. E quando parece que a coisa está a acalmar, surge nova coluna de fumo denso ao lado. E eu fico de coração apertado e não é "nada comigo". Por isso entendo bem a tua ansiedade e angústia.
    Bjinhos e que tudo corra bem e ele volte são e salvo... cansado, mas bem!

    ResponderEliminar
  2. Raio-de-luar

    Estava ele a descrever-me a cena macabra do incêndio de onde vinha - casas ardidas, animais mortos e o diabo a quatro - e foi logo chamado para outro.

    Vi que estava cansado, e nem assim vergou. Jantou a correr e foi outra vez.

    Enquanto ele vier esfarrapado das silvas como veio esta manhã, fico aliviada. O pior é se algum dia ele já não vem. Os bombeiros não são imortais...

    Obrigada pela força. Bjs

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

Jardim de Chuva Prateada

hoje em dia, as pessoas têm muitos amigos no facebook. é onde têm mais amigos. Se,de repente, essa pessoa deixar de colocar posts ou likes, não mostrar as suas selfies, os amigos vão preocupar-se com isso? se calhar não. acho que impera por lá a inveja, não a preocupação... Acho que os blogues são bem mais que isso. As pessoas não são sempre felizes; quando querem, mostram a vida que realmente vivem. E, às vezes, a amizade nasce, quando nos identificamos com essa pessoa. [Bem sei que há por aí gente com mais imaginação do que vida própria.] Há cerca de dois anos, uma pessoa frequente no meu blogue, deixou de escrever no blogue dela e nunca respondeu a emails que varias pessoas "chegadas" lhe haviam enviado, inclusive eu. tinha-me deixado um apelo no seu blogue, a que depois respondi e nunca mais tive resposta. ainda hoje tenho o seu blogue na minha de lista de leituras, para o caso dela voltar. mantenho a esperança que nada tenha acontecido. Agora volto a preocupar-me com a…

ironias

O meu marido conseguiu saber/sentir primeiro que eu o que e uma epidural...
(ouvimos sempre falar de epidural aquando dos partos mas afinal, não serve apenas nesses casos)

das minhas fragilidades. tenho coisas para contar, mas hoje "roubo" palavras a outros

O momento de escrever o que Maio me trouxe e me levou, vai chegar. falarei sobre isso, quando me sentir com os pés mais perto da terra e menos de cabeça para baixo. Sem os dramatismos com que agora vejo os acontecimentos.Maio trouxe e levou. A minha vida continua um novelo com muitas pontas e poucos fins à vista. tenho de falar nisso. Porquê? porque preciso. só não sei por que ponta começar.

Enquanto as minhas palavras não saem, gostei das de outrem, que não hesitei em roubar, sem pedir licença, mas dando os devidos créditos.

Tantas palavras te disse hoje,
mas as mais frágeis reservo-as
para o dia em que te encontrar.[Deste blogue]