quinta-feira, 29 de novembro de 2012

confidência

Ontem alguém me confidenciava que não tinha qualquer prurido em construir a sua felicidade à custa da infelicidade alheia. Foi mais longe, dizendo que tramaria o melhor amigo se isso significasse ganhar a sua felicidade.

Ainda bem que: a) não é meu amigo; b) nem todos somos iguais.

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Miss Apuros,

      Mas julga que o máximo. Ainda bem que há quem não esconda o que é. assim, sabe-se com o que se conta...

      Bjs

      Eliminar
  2. Essas pessoas vivem nos antípodas de mim. E ainda bem :) Realmente pelo menos assim é transparente e honesto o suficiente para se dar a conhecer.

    Acho esse tipo de atitude desprezível!

    ResponderEliminar
  3. Como é que alguém pensa assim? E mais... como é capaz de o dizer em voz alta a alguém? Que coisa inacreditável...

    ResponderEliminar
  4. Só me questiono...como é que se consegue ser feliz assim????
    Felizmente não somos todos iguais, nem de perto nem de longe!!

    ResponderEliminar
  5. No mínimo é desprezível. Não sei como é possível alguém agir/ser assim.

    O lado menos mau distos tudo é, pelo menos, saberes o que podes esperar dessa pessoa.

    Um beijo e boa semana

    ResponderEliminar

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)