sábado, 2 de março de 2013

admiração

Não posso negar a minha simpatia por Assunção Cristas, que não é de agora. Lembrei-me disto a propósito de estar a passar a  sua entrevista com o Daniel Oliveira. Talvez porque haja poucas mulheres à frente dos destinos deste país, a admiração tenha aumentado. 

Não sou simpatizante de nenhum partido - sou por Portugal. Também não sou feminista. Acredito que se houvesse uma mulher à frente deste país, as coisas podiam não ser melhores [porque não há milagres, sem ovos não se fazem omeletes], mas eram certamente diferentes.

3 comentários:

  1. Independentemente de cores politicas ou ações do governo...a figura de Assunção Cristas cativa, concordo...talvez porque é mulher, está grávida e só por isso reafirma o poder da mulher em pleno na sociedade e na vida...Mas não podemos esquecer a qualidade do entrevistador...tem a capacidade de me por a gostar de pessoas de quem não gostava ou me eram completamente indiferentes...!
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria,

      Sê bem-vinda! :)

      Sim, cativa. Mas não concordo com os teus motivos. Ou melhor, os motivos porque me cativa a mim, serão diferentes dos que descrevestes, possivelmente serão os teus. Não é facto de estar grávida, nem de reafirmar o poder da mulher. Sabes quando gostamos logo de uma pessoa nas primeiras impressões? Começou logo aí. Gosto da sua forma de estar e de ser - daquilo que é da esfera pública, obviamente. Acho que se destaca dos restantes políticos. Clara, concreta, concisa. gosto disso.
      E quanto ao efeito Daniel Oliveira, garanto-te que não surte esse efeito em mim. As entrevistas que faz não me fazem gostar mais ou menos de alguém. Talvez há impressões que raramente conseguem ser mudadas.

      Obrigada pela visita.

      Beijinho

      Eliminar
  2. Sim, falta mais mulheres no poder. :)
    Raramente vejo o programa porque acho-o piegas, admito. É fácil fazer chorar as pessoas e cativá-las por isso mesmo. Não sou apologista desse tipo de programas, assim como não gosto do trabalho do Daniel Oliveira.

    ResponderEliminar

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)