domingo, 24 de março de 2013

fechei este ciclo. definitivamente.

Dizem que não há mal que nunca acabe, nem bem que sempre dure. Demorei muito tempo a chegar ao ponto a que cheguei. Ao equilíbrio de mim mesma, ao equilíbrio com os outros. Durante esta caminhada duvidei mais de mim do que dos outros. duvidei da minha capacidade de conseguir superar os espinhos, as pedras, os buracos. Quis desistir tantas vezes. repeti tantas vezes que não era capaz, recuei e avancei passos curtos. Mas a vida, é como dizem, feita de ciclos. Os maus que sucedem aos bons, e assim sucessivamente. Não sei se me valeu a perseverança, ou se o ciclo dos outros ter mudado. Ou os dois em conjunto. Mas hoje sou, sem dúvida, alguém diferente de há três anos atrás, em que quase a loucura me ia matando.
Doeu cá chegar. estou certa que não acredito nas outras pessoas da mesma forma que o fiz, mas quero deixar de duvidar de que serei sempre capaz. demore o ciclo o tempo que demorar.