Avançar para o conteúdo principal

Ai se o nariz crescesse...

E quando, por circunstâncias várias e um bocadinho de observação, percebemos que as pessoas estão a mentir? E pior, mentem numa coisa que não precisavam de o fazer, porque ninguém ganha nada com isso. Fazem-no deliberadamente, como se de uma verdade se tratasse. É uma mentira que nem serve para impressionar {julgo que é isso que pretendem}. Só porque sim.

Acho que, de tanto mentirem, acreditam que é verdadeiro.

E a blogosfera tem tanta mentirinha, valha-me Deus [não confundir com omissões- acho-as necessárias, para  salvaguarda de quem escreve].

Comentários

  1. "Apanha-se mais facilmente um mentiroso que um coxo." diz-se.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carla,

      Muito verdade!

      Há pessoas que nem é preiso observar-lhes a expressão para perceber que estão a mentir. Bastanta juntar duas ou três peças para ver que não fazem todas parte da mesma secção, ao contrário do que nos querem fazer crer.

      beijinho

      Eliminar
  2. Odeio a mentira e faz-me mesmo muita confusão sentir que me estão a mentir à descarada. Mas lá está as atitudes ficam para quem as pratica. Bjinho, bom dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mel,

      Sem dúvida, as atitudes ficam para quem as pratica.

      Sabes quando nos estão a mentir descaradamente, sabemos disso porque é notório, e ficamos confusas sem saber o porquê da mentira?

      As pessoas mentem e não vamos ser ingénuas ao ponto de achar que não. As pessoas vão à pesca e dizem que pescaram o maior peixe lá pescado (mentem por vaidade); vão a uma loja e dizem que compraram o artigo a preço X, barato, barato (mentem para dizerem que são astutos); mentem dizendo que conhecem a pessoa Y, muito influente (para dizerem que são também influentes); mentem dizendo que o médico lhes disse que têm todos os ossos da mão partidos e afinal só têm o pulso aberto (para alegarem que são os mais desgraçados dos seres humanos). Segundo a estatística, quem tem FB mente no que diz em cerca de 70%. Uma estatística demasiado alta, não achas?

      o que será preferível: mentir para se mostrar o que não se é (ou se tem) e ser apanhado? Ou admitir que somos como somos, e se os outros nos acham que somos menos, o problema será deles?

      Mentir por motivos destes é mesmo estranho.Não seria melhor ficarem calados? Ser apanhado a mentir é mais humilhante do que dizer a verdade mesmo que ela nos faça sentir pequeninos, não?


      beijinho e uma boa semana para ti também

      Eliminar
  3. A mentira só porque sim é mesmo de pessoas pobres de espírito, descontentes com a vida e no fundo invejosas. Na blogosfera que visito não me tenho apercebido mas na vida real há quem minta para não parecer pobre na carteira. Inventam mil e uma coisas só para não perderem o status que dizem ter. por isso é que com os que me conhecem raramente partilho as coisas que sei fazer ou que faço, achas que se interessam por elas quando ofereço ou menciono?Não. Só sabem conversar sobre futilidades, tipo eu sou boa, eu sou melhor, as minhas férias é que são boas, a educação que dou é que é boa, a minha casa é que é boa and so on. Limito-me ao bom dia, boa tarde e pouco mais.
    Boa semana ;o)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Susana,

      não sei se foi no teu blogue que li qualquer coisa sobre alguém se fingir (na blogosfera) de grávida e inventar uma gravidez problemática sendo depois noticiada a morte da criança. tenho ideia que relataste isso, mas posso estar errada. li algures, pronto. Que ideaia tinha esta blogger para fazer isso? Até onde chega a mentira e o porquê dela? As pessoas julgam que , por estar atrás de um PC não serão apanhadas? O mundo da blogosfera é pequenino e acredito que o do FB seja ainda mais pequeno...

      Não foi isso que me levou a escrever este post, foram outras coisas que vou vendo por aí. Que não me aquecem nem arrefecem, mas às páginas tantas, me deixam arreliada porque há quem não se aperceba da mentira...

      Há coisas que não coloco aqui, quer para me salvaguardar ou porque não tenho interesse em mostrar ser aquilo que não sou. Mais dia menos dia, seria apanhada.

      O âmbito do meu blogue é muito restrito - assumo que não sejam assim tão interessante nos meus textos- mas não vou mentir para ser alvo de admiração, por exemplo.

      Beijinho

      Eliminar
    2. Essa blogger que inventou a morte da criança correu pela inteira blogosfera, foi mesmo de lamentar e não havia necessidade de criar um cenário desses.
      Beijinho

      Eliminar
    3. Susana,

      desconhecia a história e continuo a desconhecer os pormenores (e quero continuar na minha ignorância), mas fantasiar uma história destas e envolver emocionalmente outras pessoas faz-me muita confusão.Dei esse exemplo porque é um exemplo de extremo, que alerta as pessoas que muitas vezes nem tudo o que parece é.

      beijinho

      Eliminar
  4. Não suporto a mentira mas apenas na vida real, aqui, na blogosfera, se queres que te diga a verdade...se há mentira nem dou por ela.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marta,

      Acredito que haja muita coisa que também me passará ao lado; o problema é que muitas vezes basta que as pessoas se enganem nos tempos verbais quando escrevem um post e ler os seus comentários noutros blogues e ficamos logo a perceber que há ali qualquer coisa que não cheira nada bem.

      beijinho e boa semana

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Opinante,

      Deve ser isso deve; sonham muito alto e fora da realidade. :D e copnfundem a realidade coma ficção.



      Eliminar

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

Jardim de Chuva Prateada

hoje em dia, as pessoas têm muitos amigos no facebook. é onde têm mais amigos. Se,de repente, essa pessoa deixar de colocar posts ou likes, não mostrar as suas selfies, os amigos vão preocupar-se com isso? se calhar não. acho que impera por lá a inveja, não a preocupação... Acho que os blogues são bem mais que isso. As pessoas não são sempre felizes; quando querem, mostram a vida que realmente vivem. E, às vezes, a amizade nasce, quando nos identificamos com essa pessoa. [Bem sei que há por aí gente com mais imaginação do que vida própria.] Há cerca de dois anos, uma pessoa frequente no meu blogue, deixou de escrever no blogue dela e nunca respondeu a emails que varias pessoas "chegadas" lhe haviam enviado, inclusive eu. tinha-me deixado um apelo no seu blogue, a que depois respondi e nunca mais tive resposta. ainda hoje tenho o seu blogue na minha de lista de leituras, para o caso dela voltar. mantenho a esperança que nada tenha acontecido. Agora volto a preocupar-me com a…

ironias

O meu marido conseguiu saber/sentir primeiro que eu o que e uma epidural...
(ouvimos sempre falar de epidural aquando dos partos mas afinal, não serve apenas nesses casos)

balões de oxigénio precisam-se...

Tenho andado longe daqui e de outros locais virtuais que, habitualmente apreciava ler. Os emails acumulam-se neste endereço que associei ao blog. Tem havido pouco tempo, pouca vontade e uma energia há muito no vermelho. Não e por desinteresse que tenho estado longe, e por desequilíbrio mental. Querer escrever aqui ou numa caixa de comentários tem se tornado uma tarefa quase hercúlea. Escrever sempre um prazer para mim, mas tenho-me sentido incapaz de o fazer nos últimos tempos. Tenho aceitado com alguma ansiedade os muitos acontecimentos que se vão sucedendo, mais desde Abril- outro Abril que se verificou agourento. Tenho muitas coisas pendentes neste momento que apenas requerem tempo- e Paciência - para que possam resolver-se. Apesar de tudo e cada vez mais, acredito - embora nem sempre aceite, em primeira instancia- nada acontece por acaso. Embora almejasse deste o início do ano por umas boas e retemperadoras férias, não foi a possibilidade de um ultimo tratamento que as veio por …