Avançar para o conteúdo principal

sempre fica o pedido

Eu, que nem sou rapariga para pedir nada [nem ao Pai Natal] estive a pensar escrever aqui uma cartinha ao S, Pedro, a solicitar um tempo decente nas próximas semanas. nada que ele não estivesse habituado por essa blogosfera fora. Reconsiderei. Depois desta semana de interregno que não me apeteceu escrever, descobri que, afinal, essa falta de vontade se mantém. Também não acredito que ele seja santo para ler blogues e concretizar pedidos. Faz o que bem entende. 

Consegui que me deixassem vir de férias. Duas semanas, assim de modo provisório, porque eventualmente posso ter de regressar antes do previsto.Oxalá que não.
Ando cansada, esqueço-me das coisas; repito perguntas vezes sem conta por não me lembrar que já as perguntei. Eu, que habitualmente me lembro de tudo, não precisando sequer de tomar notas.
Todos os dias tenho pessoas a chamarem-me de valente, mas esta semana as lágrimas cairam-me pela cara sem  qualquer pensamento  que pusesse travão ao rio de lágrimas. sou mais de ouvir os outros, mas de vez em quando, necessito limpar a alma do modo que melhor conheço.Não sou valente nenhuma; Sou uma choramingona.

Fica o pedido segredado ao S. Pedro, esteja lá onde estiver: dá-me sol para me tirar as sombras que por aqui pairam, Vá, não sejas  casmurro. Aceito sempre as tuas vontades e raramente resmungo sobre o tempo que nos mandas. Achas que é pedir muito?

Comentários

  1. Ele bom tempo vai enviar, mas com muito vento à mistura - pode ser bom para te arejar as ideias! :P
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. João,

      Não me importo. Gosto do vento.

      O S. Pedro sabe que eu não sou muito esquisita quanto ao tempo, mas preciso do sol para me dourar a pele, me trazer ânimo para continuar a jornada.

      beijinho

      Eliminar
  2. Boas férias Alice e vê lá se te animas. Acho que o S. Pedro te ouviu e o sol e o calor estão a chegar. Descansa muito e diverte-te. Bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Gaja Maria

      O S.Pedro achou que eu não devia ser merecedora de muito sol e só o mandou vir três dias... Acho que perdi a esperança de ficar bronzeadinha... apesar de abafado, não se tem podido aproveitar grande coisa a praia. Só se for para caminhar. e as férias terminam já na sexta.

      Não te consegui responder antes. Obrigada, o descanso sempre foi algum.

      Beijinho

      Eliminar
  3. Boa tarde Alice :)

    Pelos vistos o S.Pedro lê alguns blogs e o teu é um dos priveligiados :D

    Espero que estes dias sirvam para te "recompores", para lavares a alma.

    E quanto às lágrimas olha, na semana passada, em plena crise de dores, fui desesperada aqui a uma médica do posto médico e assim que ela me perguntou porque é que lá tinha ido desatei num pranto. E ela simplesmente olhou para mim e disse "chore o tempo que tiver que chorar, eu espero. No fim vai ver que se sentirá melhor e sentirá a alma mais leve." E foi. No fim consegui falar com ela com muito mais calma (e foi ela que encontrou finalmente solução para o meu problema!).

    Sabes uma frase gira que li sobre chorar? "Abre os pulmões, limpa o semblante, exercita os olhos e acalma o temperamento; por isso chora à vontade" ;)

    E agora, aproveita o sol para tomares um banho de "luz", em todos os sentidos.

    Um beijo grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. carla,

      Li no teu comentário na altura em que o publiquei. Gostei muito, muito da frase que cá deixaste.

      Espero que por aí a vontade de chorar tenha dado lugar a um sorriso.

      O S. Pedro não foi grande amigo, que o sol foi pouco. Mas já que não podemos nada contra o tempo, então há que aguentar estes fenómenos estranhos da metereologia.

      Beijinho

      Eliminar
  4. Eu fico contente com cada dia de sol que estas bandas me possa dar! E esta semana está a ser cheio dele! Não me queixo, muito pelo contrário: SORRIO!!!!

    Um beijo doce xxxx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paulinha,

      Uma mulher portuguesa como tu, num país em que o sol não é coisa abundante, acredito que assim que aparece tenhas motivo para sorrir e agradecer.

      Beijinho

      Eliminar

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

Jardim de Chuva Prateada

hoje em dia, as pessoas têm muitos amigos no facebook. é onde têm mais amigos. Se,de repente, essa pessoa deixar de colocar posts ou likes, não mostrar as suas selfies, os amigos vão preocupar-se com isso? se calhar não. acho que impera por lá a inveja, não a preocupação... Acho que os blogues são bem mais que isso. As pessoas não são sempre felizes; quando querem, mostram a vida que realmente vivem. E, às vezes, a amizade nasce, quando nos identificamos com essa pessoa. [Bem sei que há por aí gente com mais imaginação do que vida própria.] Há cerca de dois anos, uma pessoa frequente no meu blogue, deixou de escrever no blogue dela e nunca respondeu a emails que varias pessoas "chegadas" lhe haviam enviado, inclusive eu. tinha-me deixado um apelo no seu blogue, a que depois respondi e nunca mais tive resposta. ainda hoje tenho o seu blogue na minha de lista de leituras, para o caso dela voltar. mantenho a esperança que nada tenha acontecido. Agora volto a preocupar-me com a…

ironias

O meu marido conseguiu saber/sentir primeiro que eu o que e uma epidural...
(ouvimos sempre falar de epidural aquando dos partos mas afinal, não serve apenas nesses casos)

das minhas fragilidades. tenho coisas para contar, mas hoje "roubo" palavras a outros

O momento de escrever o que Maio me trouxe e me levou, vai chegar. falarei sobre isso, quando me sentir com os pés mais perto da terra e menos de cabeça para baixo. Sem os dramatismos com que agora vejo os acontecimentos.Maio trouxe e levou. A minha vida continua um novelo com muitas pontas e poucos fins à vista. tenho de falar nisso. Porquê? porque preciso. só não sei por que ponta começar.

Enquanto as minhas palavras não saem, gostei das de outrem, que não hesitei em roubar, sem pedir licença, mas dando os devidos créditos.

Tantas palavras te disse hoje,
mas as mais frágeis reservo-as
para o dia em que te encontrar.[Deste blogue]