sexta-feira, 19 de julho de 2013

olhos que não vêem, coração que não sente, já diz a minha mãe

Estou mais irritada comigo, por ter perdido [mais uma vez] a cabeça com minha colega - aquela que já falei várias vezes- do que com a sua incompetência. Tinha-me prometido não me irritar; eu não procuro a sua incompetência, mas tenho notado que existem fortes probabilidades dela me entrar pelos olhos dentro. E salta-me a tampa.

Odeio este meu temperamento de ferver em pouca água; e sinto-me tão mal por perder a compostura.A par do medo de estar a ser injusta. Ou demasiado severa.
A ver se este mau-estar alivia durante o fim-de-semana. É insuportável sofrer de problemas de consciência, por me preocupar demais.

Eu gostava de saber onde é que a rapariga deixa a cabeça durante as oito horas de trabalho diárias. É uma questão que me intriga...


3 comentários:

  1. Pura e simplesmente pode não ter competência para o trabalho que está a desempenhar. Isso já é abuso, desculpa lá. Chiça!

    ResponderEliminar
  2. Espero que já estejas mais calma..há por vezes coisas que nos tiram do sério...nada a fazer!!
    Bjs
    Maria

    ResponderEliminar
  3. Nem todos têm a mesma capacidade... mas percebo a falta de paciência pois eu tb a perco depressa demais!

    Um abraço calmante xxx

    ResponderEliminar

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)