Avançar para o conteúdo principal

resumo atabalhoado da semana passada



Largou-me o bicho da febre mas veio outro que me atacou a pele. Tenho uma bela de uma dermatite para curar.

Depois de mais dois voos de avião, acho que perdi o medo de voar. Acho. não é bem uma certeza.

Madrid é uma capital que ainda estou a tentar definir. Também não tive muito tempo para a descobrir, porque fui em trabalho, mas gostei dos edifícios. A estação de Atocha é fantástica. pelo menos, por fora. Ainda houve tempo para visitar o Museu Rainha Sofia - com o objectivo principal de  ver o Guernica de Picasso -  e uma exposição de Dali. Fiquei com muita vontade de voltar a Madrid para conhecer melhor.

Dois dias fora do escritório e o resultado ainda é pior do que o que fui antevendo a cada hora da minha ausência. Hoje, andei todo o dia a corrigir coisas, a ouvir desculpas esfarrapadas para erros descabidos, ou expressões como: não sei como foi isso acontecer. Mesmo com todas as instruções bem explicitas que fui dando por mailA coleguinha não trata das coisas na minha ausência, e quando regresso, ela mete o bedelho onde não é chamada. Teve pouco trabalho e onde mexeu, fez trampa, daquela bem malcheirosa. Andei a reparar o que ainda era reparável.O meu marido chamou-me burra por andar sempre a limpar-lhe a borrada. A ir por trás e consertar. Fiz uma jura: a partir de hoje, está totalmente por conta dela. vou deixar os incidentes acontecerem sem intervir para os reparar. ou não tiro férias.

Estou atrasada no desafio das cores e  não me tem apetecido escrever nada. 

Texto pouco coeso, mas resume os dias do meu último post até agora. e precisava ficar registado.

E assim vai a vida. Com pouco para contar.



Comentários

  1. Bom dia Alice!

    Estava a começar a ficar preocupada. Como tens estado doente, já estava a fazer filmes... estive mesmo para te mandar um mail.

    Queres saber que mais? Acho que o teu marido até tem razão*. Enquanto "aparares os golpes" ela não vai aprender e vai deixar a coisa andar para tu resolveres sempre.

    Um beijo e que essa dermatite se cure bem depressa.


    *não te quis chamar burra, espero que percebas ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. carla,

      Felizmente já estou bem melhor, mas foi coisa que me deu pano para mangas. Eu que habitualmente nem fico doente, desta vez sucumbi. A dermatite também já está em fase de resolução mas foi muito chata ter aparecido.

      Sim, sei que não me chamaste burra. Ele também não usou o termo para me ofender, mas para me fazer abrir os olhos. Dei ontem as últimas moedas para esse peditório.
      Acho que as coisas têm mesmo de correr mal para alguém abrir os olhos também.
      Ao fim do segundo dia em Madrid, onde supostamente devia estar descansada, estava com uma carga de nervos tão grande que nem me conseguia concentrar. Andei todo o fim de semana enervada, a pensar que me iria saltar a tampa quando cá chegasse. Tive tino o suficiente para não me exaltar. apontei-lhe os erros e quis perceber porque aconteceu aquilo. Não houve assim tanto trabalho para ela estar sempore com distracções que põem em causa o objectivo da empresa.
      Se ela continua assim, recuso-me a ir de férias. Ter de trabalhar por duas, não. Assim não faz cá falta nenhuma. O que a safa é ela saber alemão. Mas se entender tão bem alemão como entende português, estamos mal. Muito mal.

      Obrigada pela tua preocupação. Estou bem, embora ainda com alguma vontade de a esganar. ;)


      Beijinho

      Eliminar
  2. Madrid não é a minha cidade favorita de Espanha, acho-a muito..."suja". Prefiro Barcelona ou Sevilha.

    As melhoras :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Marta,

      Não tive tempo para ver Madrid. O que vi foi de táxi,pouco, e com um olho na janela e outro a escrever mails de orientação à coleguinha, que me conseguiu fazer as perguntas mais estúpidas que já vi.

      hei-de voltar para ter opinião. Não conheço, nem Barcelona nem Sevilha, por isso não tenho meio de comparação. A Barcelona, gostava muito de ir. Já esteve quase certa a ida mas acabei por não ir. um dia destes.

      Obrigada, isto já está a melhorar.

      beijinho

      Eliminar
  3. Os desafios da vida... uns crescem outros têm muito que aprender e só deixando cairem no erro e tomarem conta dele mesmo aprenderão.

    Um beijinho doce xxx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paulinha,

      Começo a ter dúvidas se esta alguma vez aprenderá.
      Já pude constatar que nem o trabalho que lhe diz directamente respeito faz convenientemente. Já levou umas brutais chamadas de atenção de um dos nossos directores e continua a cair nos mesmos erros.

      Abre os olhos, que eu já abri.

      Beijinho

      Eliminar
  4. Pouco para contar?! Foste a madrid, mulher! :D
    Sim, pára de amparar os golpes da colega. Se ela não se esforça, se não é boa profissional, há muita gente no desemprego à espera de uma oportunidade.
    Adoro dalí! :)

    ResponderEliminar
  5. Bom dia!
    Há pessoas que nunca aprendem, a única forma de aprenderem é deixarem de ser amparadas. Portanto o teu marido tem um pouco de razão. Para além de que te consome a ti e o teu tempo. Nem te faz bem a ti.
    Madrid também não gostei muito. Mas ainda bem que já estás melhor! Foi uma gripe para doer! A dermatite isso passará com o seu tempo. Não tá fácil este ano para a pele, eu q também nnc tive graves problemas de pele tirando o acne, já me apareceu com o nervoso ecquizema e fiz alergia ao sol.
    Beijos
    Sofia G

    ResponderEliminar
  6. Por vezes tem mesmo de ser... deixar andar as pessoas têm de assumir os seus erros.
    ;)

    ResponderEliminar
  7. Pouco para contar, mas muito vivido certo???
    Madrid...amo Madrid...mas sim acho que é preciso ir descobrindo aos poucos e com tempo...não foi paixão à primeira vista no meu caso!
    E como compreendo o que contas do trabalho...não tanto naquelo em que me encontro agora mas no anterior...quando saia sabia que ia encontrar tudo por resolver igualzinho ao que deixará mas com a acumulação dos dias que estivesse fora...fosse 2 ou 15 dias...! Enfim!
    Um bom dia para ti!
    Bjs
    Maria

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

Jardim de Chuva Prateada

hoje em dia, as pessoas têm muitos amigos no facebook. é onde têm mais amigos. Se,de repente, essa pessoa deixar de colocar posts ou likes, não mostrar as suas selfies, os amigos vão preocupar-se com isso? se calhar não. acho que impera por lá a inveja, não a preocupação... Acho que os blogues são bem mais que isso. As pessoas não são sempre felizes; quando querem, mostram a vida que realmente vivem. E, às vezes, a amizade nasce, quando nos identificamos com essa pessoa. [Bem sei que há por aí gente com mais imaginação do que vida própria.] Há cerca de dois anos, uma pessoa frequente no meu blogue, deixou de escrever no blogue dela e nunca respondeu a emails que varias pessoas "chegadas" lhe haviam enviado, inclusive eu. tinha-me deixado um apelo no seu blogue, a que depois respondi e nunca mais tive resposta. ainda hoje tenho o seu blogue na minha de lista de leituras, para o caso dela voltar. mantenho a esperança que nada tenha acontecido. Agora volto a preocupar-me com a…

ironias

O meu marido conseguiu saber/sentir primeiro que eu o que e uma epidural...
(ouvimos sempre falar de epidural aquando dos partos mas afinal, não serve apenas nesses casos)

das minhas fragilidades. tenho coisas para contar, mas hoje "roubo" palavras a outros

O momento de escrever o que Maio me trouxe e me levou, vai chegar. falarei sobre isso, quando me sentir com os pés mais perto da terra e menos de cabeça para baixo. Sem os dramatismos com que agora vejo os acontecimentos.Maio trouxe e levou. A minha vida continua um novelo com muitas pontas e poucos fins à vista. tenho de falar nisso. Porquê? porque preciso. só não sei por que ponta começar.

Enquanto as minhas palavras não saem, gostei das de outrem, que não hesitei em roubar, sem pedir licença, mas dando os devidos créditos.

Tantas palavras te disse hoje,
mas as mais frágeis reservo-as
para o dia em que te encontrar.[Deste blogue]