Avançar para o conteúdo principal

talvez eu não seja normal. é provável...

A blogosfera tem perdido a parte que mais gostava: o que estava escrito nas entrelinhas.
Agora é tudo tão evidente, há uma proximidade tão gritante, a competição é tão evidente, que cada vez faz mais sentido o afastamento.

Nunca joguei neste campeonato. e há quem não entenda porquê.

Comentários

  1. Querida Alice não tenho sentido isso, felizmente, cada vez tem sido uma surpresa agradavel este mundo! bjinhosss mas não desapareças!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mel,

      Possivelmente andas numa fase da tua vida, em que o blogue é uma lufada de ar fresco, um ponto de apoio. Por isso, este tipo de coisas está mais longe da tua vista.

      Quando a tua vida voltar à normalidade vais ter a capacidade de olhar para além destas boas surpresas.

      A blogosfera, à medida que as pessoas se conhecem e dão a conhecer não é muito diferente da vida real. Há as pessoas boas e más.

      Ainda bem que por aí as surpresas são boas.

      Beijinho

      Eliminar
  2. Viva a "anormalidade", penso perceber-te, cada vez mais afastada, por motivos que não interessam nem ao menino jesus, quando me passeio por estas bandas há coisas que me desanimam. Mas vai-te mantendo por aqui :)
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lemon,

      Pela linguagem que usas creio que me terás entendido.

      Supostamente a blogosfera devia ser um debate/troca de ideias salutar, mas isso é do tempo da outra senhora.

      Vou mantendo-me por aqui, quanto mais não seja para ir respondendo ao vosso desafio.

      Bjs

      Eliminar
    2. Um dia destes volto a debitar disparates a metro ;)
      Pelo menos faço ler as duas ou três alminhas que ainda circulam pela chafarica. O desafio é um compromisso de permanência até para mim.
      Bj

      Eliminar
  3. É verdade o que dizes. Às vezes tenho vontade de varrer a sério os blogues que vou seguindo, porque já gostei de os ler, mas agora já não fazem sentido (e com isto não estou a querer dizer que o meu blogue seja alguma coisa de especial, nunca foi essa a minha pretensão, certamente há quem já tenha gostado de me ler e agora não ...). Como só gosto de seguir o que realmente leio, mais tarde ou mais cedo vai mesmo acontecer a "limpeza".

    Mas, apesar de tudo, ainda vão existindo blogues capazes de nos surpreender.

    Um beijo e um bom dia :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carla,

      Não imaginas o número de vezes que já tive vontade, nos últimos dias, de limpar ali a barra. depois largo isto e penso, vai ser para a próxima.

      Eu sigo muitos blogues, embora quase 97% dos visados não o saiba. Se me apetecer, deixo de seguir e pronto. Não preciso de dar satisfação por os seguir em privado. também não me vêm tirar satisfações. Ali na barra lateral, custa-me um pouco fazer essa limpeza. Limpar dali a alguns blogues quase me obriga a uma justificação e eu não quero.

      É verdade que há blogues que perdem o interesse, Mas na minha perspectiva perdem-no muitas vezes, por se tornarem repetitivos e a escrita parece ser forçada ou com um objectivo encapotada que não a distracção na escrita.

      O meu blogue também não tem nenhuma pretensão, Se a tivesse, teria posto o campo de seguidores logo no primeiro dia de escrita; agora até pus o campo de seguidores no fundo do blogue. Se alguém passou a ser seguidor é porque andou à procura desse campo, já que ele não se encontra tão evidente.

      Como disseste numa resposta tua, a blogosfera pretende ser uma distracção não uma obrigação.

      Eu continuo a ser leitora assídua do teu, e não penso deixar de o ser.:)

      Beijinho

      Eliminar
  4. E esta coisa da blogosfera realmente já foi mais "anónima", mais genuína.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. carla,

      Sim, agora toda a gente gosta de postar fotografias, identificar-se.

      Isso não seria capaz.

      Além disso, passou a estar instalada a cultura de dar uma chouriça a quem lhe der um porco, com concursos em troca de seguidores, Parece que se anda a vender a alma com contagem de seguidores,

      Eliminar
  5. E ainda bem.
    Eu encaro o blogue como um diário, escrevo o que sinto naquele dia, escrevo o que quero e escondo tb o que me apetece esconder. É uma parte de mim e torná-lo uma competição seria transformá-lo noutra coisa qq, fingida, falsa. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uba,

      penso e ajo tal como tu. tenho pena é que a maioria das pessoas veja a blogosfera como um conjunto de interesses e jogos em prol de fama e sabe-se lá que mais.

      Bjs

      Eliminar
  6. Percebo perfeitamente este teu desabafo, mas não percebo qual é o objetivo das pessoas competirem na blogosfera. Please!! o que é bom é a diferença, certo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. B. Cérise,

      Acho que o interesse é a fama. E na blogosfera parece que se pode o que não se pode na vida real.

      Um exemplo, podes ter uma quinta no FB,e pareceres uma "agricultora de sucesso" e na vida real não seres capaz de cuidar sequer do cacto que tens na janela. O que eu quero dizer com esta analogia, é que aqui podes ser como e quem tu quiseres, interessa a fama, mesmo que na vida real não passes da porteira de um dos prédios mais antigos de Lisboa, que não é como os do prédio mas que lhes inveja a vida boa.
      (nada contra as porteiras, foi apenas para tentar dar um exemplo que me tornasse perceptível)

      A fama, e vê-se pela TV, compra-se a qualquer custo, e na blogosfera isso não é diferente.

      Bjs

      Eliminar
    2. Essa parte é a que eu não consigo compreender, porque para mim um blog é suposto ser 'privado' ou seja anónimo onde podemos desabafar o que nos vai na alma. Já vou conhecendo algumas pessoas de carne e osso por aqui, mas não me poderia interessar menos a fama...

      Beijos*

      Eliminar

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

Jardim de Chuva Prateada

hoje em dia, as pessoas têm muitos amigos no facebook. é onde têm mais amigos. Se,de repente, essa pessoa deixar de colocar posts ou likes, não mostrar as suas selfies, os amigos vão preocupar-se com isso? se calhar não. acho que impera por lá a inveja, não a preocupação... Acho que os blogues são bem mais que isso. As pessoas não são sempre felizes; quando querem, mostram a vida que realmente vivem. E, às vezes, a amizade nasce, quando nos identificamos com essa pessoa. [Bem sei que há por aí gente com mais imaginação do que vida própria.] Há cerca de dois anos, uma pessoa frequente no meu blogue, deixou de escrever no blogue dela e nunca respondeu a emails que varias pessoas "chegadas" lhe haviam enviado, inclusive eu. tinha-me deixado um apelo no seu blogue, a que depois respondi e nunca mais tive resposta. ainda hoje tenho o seu blogue na minha de lista de leituras, para o caso dela voltar. mantenho a esperança que nada tenha acontecido. Agora volto a preocupar-me com a…

ironias

O meu marido conseguiu saber/sentir primeiro que eu o que e uma epidural...
(ouvimos sempre falar de epidural aquando dos partos mas afinal, não serve apenas nesses casos)

balões de oxigénio precisam-se...

Tenho andado longe daqui e de outros locais virtuais que, habitualmente apreciava ler. Os emails acumulam-se neste endereço que associei ao blog. Tem havido pouco tempo, pouca vontade e uma energia há muito no vermelho. Não e por desinteresse que tenho estado longe, e por desequilíbrio mental. Querer escrever aqui ou numa caixa de comentários tem se tornado uma tarefa quase hercúlea. Escrever sempre um prazer para mim, mas tenho-me sentido incapaz de o fazer nos últimos tempos. Tenho aceitado com alguma ansiedade os muitos acontecimentos que se vão sucedendo, mais desde Abril- outro Abril que se verificou agourento. Tenho muitas coisas pendentes neste momento que apenas requerem tempo- e Paciência - para que possam resolver-se. Apesar de tudo e cada vez mais, acredito - embora nem sempre aceite, em primeira instancia- nada acontece por acaso. Embora almejasse deste o início do ano por umas boas e retemperadoras férias, não foi a possibilidade de um ultimo tratamento que as veio por …