Avançar para o conteúdo principal

Hoje seria dia de festejar

Hoje foi o dia de ver as coisas à luz do dia. Mesmo que as tivéssemos visto n vezes na TV.  Mesmo tendo ele lá estado  a lutar contra as chamas que  barbaramente foram engolindo cada palmo de terra, despejando pessoas das suas casas. Foi dia de voltar à serra do Caramulo.
Ainda cheira a queimado, aqui e ali ainda se vêem reacendimentos  e uma nuvem de fumo paira sobre as casas de granito. Da janela da sala grande vejo tudo à volta queimado. Tudo o que a vista consegue alcançar transformado em cinza e carvão.

Este cenário dantesco é de longe, um dos seus piores presentes  de aniversário. Dei por ele a chorar diversas vezes ao longo do dia de hoje, não pelo que perdeu, mas pela tristeza da paisagem. Tornou a emocionar-se quando ouviu alguns depoimentos dos seus colegas bombeiros. Lamenta que as pessoas só se lembrem dos soldados da paz quando há mortes. Incomoda-os que os seus conterrâneos sejam cercados por jornalistas e não os deixem apaziguar a alma e seguir em frente.

Hoje devia ser um dia alegre por mais um ano de vida, mas não quer comemorar. Está de alma triste pelos que perderam tudo o que tinham, pelo negrume da serra que sei que ama, por homens e mulheres que perderam a vida a combater as chamas.

      Parabéns, meu querido, neste teu dia de aniversário. Parabéns por mais um ano, pelo coração grande que tens e pela tua coragem de todos os dias. Nem sempre é fácil ser mulher de um bombeiro, mas és o meu grande orgulho e fico muito feliz em todos os teus regressos a casa.






Comentários

  1. Espero que tenha conseguido celebrar mais um ano, mesmo estando com o coração dorido.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. candybabe,

      lá o convenci a comprar um bolo-recusou velas, mas lá cedeu no bolo- para levar para os Bombeiros e preparei umas garrafas de champanhe e a coisa foi mais ou menos comemorada.:)

      e recebeu muitas mensagens de Parabéns e ficou feliz!

      Beijinho

      Eliminar
  2. Força para os dois.
    Parabéns ao teu mais-que-tudo!
    beijocas

    ResponderEliminar
  3. Parabéns ao teu (e no fundo de todos nós também)herói.

    Um beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carla,

      Obrigada.

      Espero que esteja tudo bem contigo.

      Beijinho

      Eliminar
  4. Claro que deves sentir muito orgulho! São os nossos heróis e em especial para ti o teu grande herói!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

Jardim de Chuva Prateada

hoje em dia, as pessoas têm muitos amigos no facebook. é onde têm mais amigos. Se,de repente, essa pessoa deixar de colocar posts ou likes, não mostrar as suas selfies, os amigos vão preocupar-se com isso? se calhar não. acho que impera por lá a inveja, não a preocupação... Acho que os blogues são bem mais que isso. As pessoas não são sempre felizes; quando querem, mostram a vida que realmente vivem. E, às vezes, a amizade nasce, quando nos identificamos com essa pessoa. [Bem sei que há por aí gente com mais imaginação do que vida própria.] Há cerca de dois anos, uma pessoa frequente no meu blogue, deixou de escrever no blogue dela e nunca respondeu a emails que varias pessoas "chegadas" lhe haviam enviado, inclusive eu. tinha-me deixado um apelo no seu blogue, a que depois respondi e nunca mais tive resposta. ainda hoje tenho o seu blogue na minha de lista de leituras, para o caso dela voltar. mantenho a esperança que nada tenha acontecido. Agora volto a preocupar-me com a…

ironias

O meu marido conseguiu saber/sentir primeiro que eu o que e uma epidural...
(ouvimos sempre falar de epidural aquando dos partos mas afinal, não serve apenas nesses casos)

das minhas fragilidades. tenho coisas para contar, mas hoje "roubo" palavras a outros

O momento de escrever o que Maio me trouxe e me levou, vai chegar. falarei sobre isso, quando me sentir com os pés mais perto da terra e menos de cabeça para baixo. Sem os dramatismos com que agora vejo os acontecimentos.Maio trouxe e levou. A minha vida continua um novelo com muitas pontas e poucos fins à vista. tenho de falar nisso. Porquê? porque preciso. só não sei por que ponta começar.

Enquanto as minhas palavras não saem, gostei das de outrem, que não hesitei em roubar, sem pedir licença, mas dando os devidos créditos.

Tantas palavras te disse hoje,
mas as mais frágeis reservo-as
para o dia em que te encontrar.[Deste blogue]