Avançar para o conteúdo principal

Mais um projecto concluído

Mantendo esta postura de  mudar, de não deixar tudo a meio, quando o entusiasmo esmorece, tenho tentado não me envolver em novos projectos e acabar os que tenho em mão, em caixas, pastas ou gavetas. Tenho muitas coisas começadas porque acho que tenho tempo para tudo mas depois - perde-se o entusiasmo e  o tempo disponível começa a ser escasso-  lá fica mais um projecto a meio.

Tinha alguns tecidos que tinham sobrado de outros projectos e um fecho há muito comprado para experimentar fazer uma bolsa. Na semana passada, finalmente, comecei e acabei um dos projectos que tinha na gaveta para experimentar. Já tinha feito bolsas em cartonagem mas nenhuma com a máquina de costura.

Lá comecei a medo e no fim o resultado foi este:



é certo que o que não falta para aí é gente que saiba fazer coisas belíssimas, de regalar a vista.
Mas, saber que sou capaz e que as coisas ficam perfeitas [e ter consciência disso] dá-me uma motivação extra para me sentir melhor comigo, para acreditar mais em mim. Para seguir em frente, para arriscar. Há que começar nas coisas simples. Um dia estarei apta a saber fraccionar coisas complexas em coisas simples. Preciso é de me dar tempo. Um dia chego lá.

Comentários

  1. Quando é feito por nós tem sempre mais valor e é sempre mais bonito. :D E olha que até ficou bem giro

    ResponderEliminar
  2. E saiu muito bem! Está linda :) Temos aí novo talento?! Beijinhos (devo-te há muito tempo uma resposta, não me esqueço... posso tardar, mas faço por não falhar)

    ResponderEliminar
  3. Apesar de não simpatizar muito com flores, acho que ficou muito bem feitinha :) É preciso é não perder o ânimo!

    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Já me fizeste sorrir com este post. Tenho um fecho desse lá em casa há imenso tempo, à espera de ser utilizado.
    E que belo uso que deste ao teu. Ficou muito bem, temos artesã :)

    É com as "coisas" pequenas e mais simples que adquirimos a prática para chegar às "coisas" maiores e mais complexas.

    Também eu decretei que o mês de Outubro será o mês do início de uma mudança profunda nos meus hábitos. E um desses hábitos que vai ficar para trás é, nesta coisa das manualidades, começar tudo e não terminar nada. Tenho mil e um projectos começados e decidi que vou terminá-los um a um, sem pressas. E sem começar mais nada entretanto.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  5. Fico bem linda !!
    Eu já ando há tempos para fazer uma :P
    Tenho que começar a tirar os projectos das gavetas :P
    Kiss

    ResponderEliminar
  6. Toda gira, eu gostava de saber fazer estas bolsinhas :)
    Parabéns.
    Besito

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lemon,

      Não acredito que não as saibas fazer. ;) tens umas mãozinhas de artista!

      Bjs

      Eliminar

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

Jardim de Chuva Prateada

hoje em dia, as pessoas têm muitos amigos no facebook. é onde têm mais amigos. Se,de repente, essa pessoa deixar de colocar posts ou likes, não mostrar as suas selfies, os amigos vão preocupar-se com isso? se calhar não. acho que impera por lá a inveja, não a preocupação... Acho que os blogues são bem mais que isso. As pessoas não são sempre felizes; quando querem, mostram a vida que realmente vivem. E, às vezes, a amizade nasce, quando nos identificamos com essa pessoa. [Bem sei que há por aí gente com mais imaginação do que vida própria.] Há cerca de dois anos, uma pessoa frequente no meu blogue, deixou de escrever no blogue dela e nunca respondeu a emails que varias pessoas "chegadas" lhe haviam enviado, inclusive eu. tinha-me deixado um apelo no seu blogue, a que depois respondi e nunca mais tive resposta. ainda hoje tenho o seu blogue na minha de lista de leituras, para o caso dela voltar. mantenho a esperança que nada tenha acontecido. Agora volto a preocupar-me com a…

ironias

O meu marido conseguiu saber/sentir primeiro que eu o que e uma epidural...
(ouvimos sempre falar de epidural aquando dos partos mas afinal, não serve apenas nesses casos)

das minhas fragilidades. tenho coisas para contar, mas hoje "roubo" palavras a outros

O momento de escrever o que Maio me trouxe e me levou, vai chegar. falarei sobre isso, quando me sentir com os pés mais perto da terra e menos de cabeça para baixo. Sem os dramatismos com que agora vejo os acontecimentos.Maio trouxe e levou. A minha vida continua um novelo com muitas pontas e poucos fins à vista. tenho de falar nisso. Porquê? porque preciso. só não sei por que ponta começar.

Enquanto as minhas palavras não saem, gostei das de outrem, que não hesitei em roubar, sem pedir licença, mas dando os devidos créditos.

Tantas palavras te disse hoje,
mas as mais frágeis reservo-as
para o dia em que te encontrar.[Deste blogue]