terça-feira, 21 de janeiro de 2014

não é ironia?

Aqui na empresa [maioritariamente masculina], temos uns quantos casos de homens que não têm qualquer filho; e temos outros tantos que têm vários filhos, frutos de várias relações. A maioria destes afirma que tem condições bastante limitadas para ter filhos.  
Um deles (mas há mais) vai agora para o terceiro filho - já tem um de uma relação anterior, a companheira tem outro de outra relação, e está agora grávida de sete meses. Ele vê-se obrigado a faltar alguns dias ao trabalho, já que a gravidez apresenta riscos acima dos comuns. Agora um destes dias, lamentava a sua sorte, contando que a companheira era acompanhada pelo Centro de Saúde, no planeamento familiar e que a causa da sua garvidez, alegadamente, tinha sido por a médica lhe ter prescrevido uma pílula "mais fraca". Vê-se agora com uma débil situação financeira para ter mulher e três filhos a seu cargo. A sua situação aqui na empresa é de temporário, ao faltar tantas vezes, podem dispensá-lo.
Ora eu que "ando habitualmente à chuva, a ver se me molho" e não tomo a pílula há muito tempo, não há meio de a natureza me contemplar com tamanho presente. Já outros vão tendo nozes, mesmo que não tenham dentes para as roer.
Ouço casos destes recorrentemente, e sinceramente, nem sei que diga, nem sei que sinta.

5 comentários:

  1. Se eu tivesse 1€ por cada vez que pensei o mesmo, até com outras situações para além de engravidar, estaria rica!lol! Mas a vida é mesmo assim, aparentemente injusta e desequilibrada, mas cada um tem o seu caminho e a sua aprendizagem para fazer. É aceitar aquilo que não podemos mudar e mudar aquilo que está ao nosso alcance, a sabedoria ou a dificuldade está em distingui-los!

    ResponderEliminar
  2. É sempre assim, linda.
    Conhece imensos casos assim, ainda para mais trabalhando em acção social. Gente que tem filhos que nem coelhos, que acabam institucionalizados...
    Mas força!

    ResponderEliminar
  3. É sempre assim...
    O que fazer?
    Tenta não pensar muito nisso.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Como eu percebo esse teu sentimento... E foi por não conseguir resolver isso na minha cabeça e no meu coração que a presença de Deus na minha vida deixou de fazer sentido.

    Bjo*

    ResponderEliminar
  5. A vida é um mar de aleatoriedades que nós tentamos que façam sentido... não fazem e o conseguir viver com isso nem sempre é fácil. Um beijinho e que a chuva te molhe logo logo xx

    ResponderEliminar

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)