quinta-feira, 27 de março de 2014

é tudo ao mesmo tempo, para o bem e para o mal

Não são raras as vezes que fazemos contas à vida e temos perante os nossos olhos várias soluções para um problema. Todas as soluções nos mudarão a vida, chegamos até elas com a nossa dedicação e empenho, mas falta aquele bocadinho, que está dependente de outrém.
Um dia, ultrapassamos o risco traçado e arriscamos para uma das soluções - nem sempre a ideal- porque passámos muito tempo estagnados à espera de outros. Repentinamente, uma situação exterior a todos os que estão em jogo despoleta que o nosso problema passe a ter várias soluções tangíveis e dependentes de nós. A confusão instala-se. A decisão nem sempre deve pender para aquilo que nos diz o coração, mas antes a lógica.

Porque tem o universo esta mania de nos dar ou tirar tudo ao mesmo tempo, deixando-nos numa encruzilhada?


Sabíamos que Abril iria começar diferente porque já contávamos com algumas mudanças, mas não com algumas que nos afectem a vida de uma forma tão profunda.

3 comentários:

  1. Isso acontece comigo tantas e tantas vezes :(
    Ou é tudo ou é nada...ou são muitos, ou não são nenhuns...é pena que não exista mais equilíbrio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Martinha,

      é tramado quando isto acontece. quando sabemos que a solução ideal está difícil de acontecer e enveredamos por outra e, de repente, aquilo que mais desejamos acontece e nós não podemos voltar atrás, pois já fomos noutra direcção.

      Podia ser diferente, mas já sabemos que será sempre assim, sabe-se lá porquê. Saltamos ou ficamos no mesmo lugar? será sempre a questão do risco.

      Eliminar

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)