Avançar para o conteúdo principal

Ando com dúvidas se isto acaba aqui









Há poucas semanas fechei o blogue, porque achei que precisava pensar se valia a pena mantê-lo, se valia a pena as pessoas visitarem, porque quis estabelecer novas prioridades Sei que houve quem pensasse que eu tinha feito uma escolha selectiva de leitores e só alguns teriam acesso. não dei acesso a ninguém, deixei o blogue sossegado e eu dediqui-me a outras coisas e outras pessoas. A par de umas quantas decepções, achei que o tempo devia ser distribuido por coisas que me fizessem sentir mais útil. Voltei a abri-lo porque achava que estava outra vez a apetecer-me e também porque me deram alguma força para isso, confesso. Até lhe mudei o nome para me sentir motivada a escrever as coisas mais felizes que fossem acontecendo, fugindo de um registo depressivo.
Nos últimos dias, venho cá só para fazer uma pequena pausa no trabalho que é cada vez mais cansativo, pelas pessoas que se limitam aos serviços mínimos e os outros que façam. Dificilmente me ligo à net à noite, porque só penso em cama e sobreviver a mais outro dia, até que o fim-de-semana chegue.

Ando seriamente a pensar acabar com isto de vez. Porque não há nada de novo na minha vida que alimente o pensamento e a vida. A motivação. é isso que nos move. é muito do que me falta.

Comentários

  1. Ohh não gosto nada disto! Não do facto de ponderares acabar com o blog, gosto de te ler mas se não te dá prazer continuar não acho que o devas fazer pelos outros. O que não gosto mesmo é de ler o teu estado de desalento com a vida... Apetece-me dizer que procures pessoas que te inspirem, coisas que te façam feliz, momentos no teu dia a dia que façam valer a pena teres acordado de manhã. Mesmo que seja uma mensagem de uma amiga, um café sozinha mas em paz com os teus pensamentos, o que for que te faça feliz. A vida é demasiado preciosa para ser vivida de fim de semana em fim de semana. Mesmo que tenhas de procurar lá bem no fundinho de ti vais ver que encontras essa luz. Beijinhos xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Paula,

      Obrigada pelas tuas palavras. Por aqui, é um dia de cada vez, à procura de pequenas coisas que façam sorrir e ter vontade de seguir em frente.

      O blogue está um bocadinho para segundo plano, mas hei-de voltara ter vontade de escrever coisas alegres, outras menos, mas isto terá de seguir em frente.

      Muito, muito obrigada pelas tuas palavras de apoio. São muito importantes.

      Beijinho

      Eliminar
  2. Vem quando quiseres e se isso te fizer sentir bem :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Opinante,

      Obrigada. Espero voltar. Será tudo uma questão de tempo; assim o espero.

      Beijinho e bom fim-de-semana

      Eliminar
  3. Segue o teu coração! Ele saberá dizer-te o que é melhor. Ainda que lamente se decidires fechar, mas respeito a tua decisão. E sou uma privilegiada por ter outros meios para chegar a ti. Segue o teu coração. Ele sabe. Só tens de o saber escutar. Beijo enorme e que a vida te devolva o sorriso e a vontade de viver os dias com outra alegria e motivação. Sabes onde me encontrar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pandora,

      Acho que não será só ouvir o meu coração, será também desligar esta quantidade de ruídos na minha cabeça, onde parece que tudo vai explodir.

      Ando à procura do equilíbrio e espero encontrar. e tempo. ando morta.

      Beijinho e muito obrigada pelas tuas palavras.

      Eliminar
  4. Tenta encontrar essa motivação nas pessoas que te deixam cá comentários. Visita-as, comenta também o que escrevem. :)
    Força!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uba,

      Entendo o que me queres dizer, mas a minha falta de motivação não é só na escrita. isso é o menor dos males.

      Gostaria de acompanhar melhor as pessoas que me lêem mas muitas vezes, não consigo. Os dias intensos e stressantes fazem-me pensar em cama, dormir, para no outro dia levantar com o mínimo de coordenação.

      Há meses que não leio um livro.

      Beijinho e obrigada

      Eliminar
  5. Eu tb já pensei nisso ... mas há outros momentos que penso diferente ... :)
    Gosto muito do meu blog e fiqei chateado pois perdi a formatação que tinha ... e por agora fica tipo mosaico mais dinamico e mais confuo ... como eu lolll ...
    Eu tenho ando muito ausente pois o tempo é muito pouco e a vida é mais que manter um blog actualizado :) ... a minha opnião é que deves manter se isso te fizer sentir bem :) eu gosto de te ler (apesar de comentar pouco) ... e terei pena se deixar de saber de ti :)
    Anima-te (eu sei que é fácil dizer) mas temos que arranjar motivos para sorrir e nos sentirmos bem e que estamos a viver o melhor que pudemos a nossa existência :)
    Beijinho muito grande para ti e um sorriso :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ângela,

      Obrigada pelas tuas palavras. O blogue é um complemento do que sou, nmas quando a cabeça está em serviços mínimos, não se pode desperdiçar a parca energia que se tem. Começamos por deixar o que nos toma tempo, onde não temos nada para dizer, e em que tudo o que sentimos nos parece estranho demais para ser escrito.

      Enquanto eu não encontrar o meu equilíbrio, torna-se difícil escrever e acompanhar os outros.

      Obrigada pelas tuas palavras.

      Beijinho grande

      Eliminar
  6. Por vezes também funciona como um escape...
    Mas se sentes que já não te chega...
    Tens de ver a melhor forma*
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Candybabe,

      Sinto que não consigo arranjar tempo para os escapes... há coisas que parecem heras a crescer rapidamente na minha vida que me tomam braços e mãos e me sufocam, deixando-me quase inanimada para fazer coisas diferentes, que aprecio. Isto parece um carrossel a grande velocidade de onde não consigo sair.

      Mas estou a tentar. estou a tentar.


      Beijinho

      Eliminar
  7. Acabar com o blog não digo. Já acabei com vários e depois é sempre mais e mais dificil recomeçar. Seja porque perdemos amigos"virtuais" que nao voltamos a encontrar, seja porqu as nossas motivaçoes e ideias tambem se alteram com o tempo. O que te posso aconselhar é deixares o blog em banho maria. Vais passando quando tiveres tempo e disposição.

    Hoje em dia anda toda a gente desmotivada e com problemas, pelo que tenho visto, esta crise na blogosfera está bastante forte...e é uma pena.

    Vão-se perdendo bons blogs à custa disso.

    Eu tive um tempo inactivo da blogo, com os problemas de saude e tal. Regressei aos poucos e sei que não voltarei a ser o assíduo que era. Mas também não me importo. O blog deve ser um cantinho nosso, pessoal, onde escrevemos, desabafamos e partilhamos o que quisermos, com quem quisermos. Deve ser um espaço de lazer, no fim de contas.

    Por isso, nao te sintas obrigada a nada.
    Acima de tudo sê feliz.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. João,

      Espero que estejas completamente bem dos teus problemas de saúde. Lamento saber que estiveste doente. Que essa fase não volte.

      Quanto ao blogue, é como outra actividade de lazer; não havendo tempo para ela, não se pode deixar de se fazer coisas absolutamente necessárias (ou que nós achamos que assim sejam) para nos dedicarmos a coisas que gostamos.

      Beijinho e que a saúde esteja completamente restabelecida. Obrigada pelas palavras.

      Eliminar
  8. A minha opinião vale o que vale, mas...deves fazer o que te fizer feliz.
    Para mim a blogosfera é um sítio onde partilho os meus gostos, pensamentos, desabafos. Mesmo não escrevendo de forma anónima, já que muita gente sabe quem eu sou e onde escrevo, sinto que é como se fosse uma segunda casa, onde encontro pessoas "amigas". Uns conheço pessoalmente, outros não (a maioria) mas cada um deles faz parte de um mundo de palavras que me fascina. É certo que, pelo facto de não escrever em anonimato me priva de dizer tudo o que quero, mas acho que a partilha de ideias é sempre positiva.
    Posto isto, reforço, deves fazer o que te trouxer maior tranquilidade, mais felicidade.
    Eu cá, estarei por aqui, se resolveres manter aberta esta tua janela.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marta,

      Acho que a tua frase: fazer o que te trouxer maior tranquilidade, mais felicidade é a chave. Se não nos entirmos felizes, tudo o que for dito e escrito vem carregado ou de hipocrisia no caso de alguns ou de uma grande tristeza, no meu caso. e não me apetece escrever nem de uma forma nem de outra. numa por que não sei ser hipócrita, noutra porque não quero ser nenhuma drama queen a despejar lágrimas.

      Sei que tenho uma vida melhor que muita gente, mas neste momento tenho peso a mais nas minhas costas que preciso aliviar e nem sei como. o peso é tanto que me arrasto a tentar sobreviver. isto vai passar quando eu conseguir encher o peito de ar e respirar livremente. quero acreditar que vou mesmo conseguir deste buraco.

      Beijinho e obrigada pelas tuas palavras.

      Eliminar
    2. Espero que encontres uma "luz" depressa para que possas encher o peito de ar e radiar felicidade :)

      Eliminar
  9. Alice

    A vida tem momentos muito difíceis, momentos em que nos parece que quase nada vale a pena, sei-o porque já o senti na pele. Acredito que, partilhar o que nos vai na alma é uma das melhores ajudas que nos podemos oferecer, por isso digo-te, peço-te de coração, fica, continua a partilhar, não importa se o tom é menos alegre, importa é que digas o que sentes, que te partilhes, nem todos se vão importam, mas tenho a certeza que alguns te dirão palavras amigas, de carinho e de conforto, nem que te roubem um e apenas um sorriso, acho que valerá a pena. É a minha opinião, não sou dona da verdade, nem de grandes certezas, pelo que não posso deixar também de dizer, faz aquilo que te faça sentir melhor. Dias melhores hão-de vir.
    Eu vou estar por aqui a ler com toda a atenção e carinho as tuas partilhas, o teu cantinho é um dos meus favoritos, e não tenho dúvidas da razão que me leva a gostar de vir aqui, é um canto que exala sensibilidade e verdade.

    Fica bem, um abraço apertado*

    ResponderEliminar
  10. Não te deixes vencer pela tristeza e pelo desalento Alice, luta com todas as tuas forças contra isso. Vá, tu consegues. Beijinho

    ResponderEliminar
  11. Não posso deixar de comentar porque embora não te conheça, sinto por ti. Normalmente quando uma pessoa inicia um blogue é porque se sente feliz com a vida e quer partilhar essa felicidade, nem que seja em publicações loucas e sem sentido. Quando se pretende fechar é porque a coisa desanimou e é isso que me faz sentir por ti. Mantém o blogue sem o desactivares, vai publicando ou lendo comentários sem sentires obrigação e tenta desse lado do teu mundo - não virtual - encontrar uma ponta que te ajude a caminhar com mais facilidade pela vida. Alguém amigo que te ajude a aliviar esse peso que ninguém merece e a criar um objectivo que te dê vontade de andar ligeira. Ou ainda, procura alguém que precise de ti e dá-lhe a mão, às vezes aliviar os pesos de outros, aligeira os nossos. Não devo ter ajudado em nada, mas senti que devia fazê-lo ainda assim. Um beijinho.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

Jardim de Chuva Prateada

hoje em dia, as pessoas têm muitos amigos no facebook. é onde têm mais amigos. Se,de repente, essa pessoa deixar de colocar posts ou likes, não mostrar as suas selfies, os amigos vão preocupar-se com isso? se calhar não. acho que impera por lá a inveja, não a preocupação... Acho que os blogues são bem mais que isso. As pessoas não são sempre felizes; quando querem, mostram a vida que realmente vivem. E, às vezes, a amizade nasce, quando nos identificamos com essa pessoa. [Bem sei que há por aí gente com mais imaginação do que vida própria.] Há cerca de dois anos, uma pessoa frequente no meu blogue, deixou de escrever no blogue dela e nunca respondeu a emails que varias pessoas "chegadas" lhe haviam enviado, inclusive eu. tinha-me deixado um apelo no seu blogue, a que depois respondi e nunca mais tive resposta. ainda hoje tenho o seu blogue na minha de lista de leituras, para o caso dela voltar. mantenho a esperança que nada tenha acontecido. Agora volto a preocupar-me com a…

ironias

O meu marido conseguiu saber/sentir primeiro que eu o que e uma epidural...
(ouvimos sempre falar de epidural aquando dos partos mas afinal, não serve apenas nesses casos)

das minhas fragilidades. tenho coisas para contar, mas hoje "roubo" palavras a outros

O momento de escrever o que Maio me trouxe e me levou, vai chegar. falarei sobre isso, quando me sentir com os pés mais perto da terra e menos de cabeça para baixo. Sem os dramatismos com que agora vejo os acontecimentos.Maio trouxe e levou. A minha vida continua um novelo com muitas pontas e poucos fins à vista. tenho de falar nisso. Porquê? porque preciso. só não sei por que ponta começar.

Enquanto as minhas palavras não saem, gostei das de outrem, que não hesitei em roubar, sem pedir licença, mas dando os devidos créditos.

Tantas palavras te disse hoje,
mas as mais frágeis reservo-as
para o dia em que te encontrar.[Deste blogue]