Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2014

Em que pé estamos?

Estamos com as sapatilhas compradas - achei foleiro tirar fotos, toda a gente faz isso! Ando com uma ligeira inclinação para o rosa, e as sapatilhas não foram excepção. Rosa e cinzento. As meias sem costuras também vieram na mesma altura. Tudo muito confortável.
A companhia? O marido que, além de precisar de tratar da linha, tem de cumprir as promessas feitas no altar (na saúde e na doença, e em todos os momentos da nossa vida). Tive de usar alguma persuasão de cariz chantagista, mas foi por uma boa causa.
Agora Sr. São Pedro, veja lá se colabora para logo começar com algo assim neste género.
A ver se eu não vou deitar os bofes pela boca. Nestas coisas, tenho sempre uma voz interior a dizer-me que não vou conseguir. Há que contrariar este meu auto-boicote.

também estou prestes a aderir ao running

Sei que estou muito longe de seguir modas. Isso de seguir em rebanho faz-me um pouco de confusão. Gosto de ter a minha própria opinião e não a da maioria. Isso poderá ser apenas coincidência.
Tenho vindo a treinar a necessidade de fazer mais por mim. e tenho tentado convencer-me que uma boa forma de me ver livre do stress (e não só) seria aderir à moda do running. Cada vez estou mais motivada para isso. Não porque toda a gente desatou para aí a correr, mas porque acaba por ser um desporto barato e com horários flexíveis. Parece que há por aí aplicações para motivar a começar e um plano de treinos. Já pesquisei e não consigo entender-me com as aplicações, já que me parece que a maioria é também uma ferramenta de interação com outros utilizadores. Será que não há algo simples que apenas nos guie e deixe as partilhas das façanhas para quem as aprecie?
Se calhar, o melhor é dar corda aos ténis e correr sem grandes "mariquices tecnológicas"

chegou o fim-de-semana. C'a bom

Imagem
A semana não foi complicada. foi intensa, cheia, forte. Mas sinto-me bem, com o dever cumprido,

(este blogue anda a precisar de uma remodelação mas nem sei bem como começar.)






esta é a música da minha vida (agora)

Imagem
Acho que toda a gente tem as músicas da sua vida. Eu tenho muitas, as que me fazem lembrar grandes momentos, bons e maus. A memória não faz esforço algum para as associar a um momento; as recordações saltam para o presente de uma forma imediata.
Esta vai sempre lembrar-me o dia de ontem, a viagem de ida e volta. o recomeço. e só dá vontade de cantar e cantar e cantar.



[não, não estou grávida. mas não me importaria nada de estar]

a fé move montanhas?

eu preciso mais de fé do que mover montanhas. pronto, também preciso de sorte e um empurrãozinho de Deus. Quase estive tentada a encetar negociações com entidades divinas, mas continuo a achar que fazer promessas é coisas de chantagistas. Fico-me pela fé, ainda que seja pouca. Deixo o resto para o que Deus quiser e o Diabo deixar.