Avançar para o conteúdo principal

Melosa - ou romantismo em demasia?

Ando numa fase que só me apetecem filmes românticos, livros românticos, gestos românticos.
E às vezes até cai uma lágrima parva. Estou sensível, é o que é.
É o que faz parar para pensar, afrouxar o ritmo, baixar a guarda. Descobrir que se esteve muito tempo dormente, quase adormecida, no meio de um ritmo frenético de vida.

Pode ser que entretanto enjoe. E isto passe. Talvez seja mesmo só uma fase mais emocional em vez das minhas fases racionais.

ainda estou longe de querer ler livros de nickolas sparks. preciso de algo mais "temperado". Pode ser que ainda tenha cura...

Comentários

  1. Se ainda não te apetecem livros do sparks parece-me que estás apenas mais docemente sensível, se começarem a apetecer já sugiro que procures ajuda de profissionais. :P

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Canca,

      Se me apetecer Sparks acho que estarei desesperada. Já gostei dele, e um dos meus livros preferidos é dele. Por muitas razões, mas depois achei que era de tal maneira mais do mesmo que enjoei. Há muito, muito tempo que não leio nada dele. Nem quero.

      Como disse, preferia agora coisas menos desenxabidas... Aceitam-se sugestões.

      Eliminar
    2. Alice

      "As palavras que nuca te direi" há-de ser sempre um livro especial para mim, porque me recorda alguém que também o é. Quanto ao Sparks passou-se exactamente o mesmo comigo.
      Sugestões de leitura, assim para o doce não são muito a minha onda, mas o ano passado li dois livros desse género com o seu encanto:
      Cão Procura Príncipe Encantado para Dona Espectacular (fez-me sorrir muito): http://partilharebom.blogspot.pt/2014/04/acabadinho-de-ler-cao-procura-principe.html
      O sabor dos Caroços de Maçã
      http://partilharebom.blogspot.pt/2014/04/acabadinho-de-ler-o-sabor-dos-carocos.html
      Num outro registo, simplesmente genial na minha opinião, tens As Intermitências da Morte do Saramago.
      Mais sugestões tens a minha etiqueta "livros", também agradeço sugestões, e confesso ter ficadou curiosa sobre o gato de olhos verdes. ;)

      Beijos

      Eliminar
    3. Alice

      Desculpa, mas não resisti a voltar e partilhar contigo um livro que eu integro no género "primeiro estranha-se depois entranha-se" é "Se me pudesses ver agora" li-o emprestado, se fosse meu tenho a certeza que já o teria relido. http://www.wook.pt/ficha/se-me-pudesses-ver-agora/a/id/194064

      Desculpa ser chata, mas os livros são para mim uma paixão. :)
      Beijos

      Eliminar
    4. Canca,

      Muito obrigada pelas tuas sugestões. De coração. Não foste nada chata; tiveste a vontade de ajudar e agradeço-te por isso.

      Curiosamente, o gato de olhos verdes :) foi alguém que conheci há muito tempo e que me deu a conhecer o livro PS - eu amo-te da mesma autora deste teu último comentário. Na altura, não sei se o livro foi alguma indirecta, mas fui a correr lê-lo e gostei tanto. Quanto ao livro que andava a ler - o da tua curiosidade-, não é grande literatura, mas mexeu com uma série de coisas que andavam bastante adormecidas. Fez-me lembrar o quanto é bom que as pessoas, além de dizerem que nos amam, nos mostrem que sim, que não dizem a palavra amo-te só porque gostamos de a ouvir. Sei bem que o livro que andava a ler entusiasmava as pessoas por outras coisas, mas a mim fez-me lembrar formas de amor que tinha esquecido.e romance.

      Vou ter em conta as tuas sugestões. Muito obrigada.

      Beijinho

      Eliminar

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

Jardim de Chuva Prateada

hoje em dia, as pessoas têm muitos amigos no facebook. é onde têm mais amigos. Se,de repente, essa pessoa deixar de colocar posts ou likes, não mostrar as suas selfies, os amigos vão preocupar-se com isso? se calhar não. acho que impera por lá a inveja, não a preocupação... Acho que os blogues são bem mais que isso. As pessoas não são sempre felizes; quando querem, mostram a vida que realmente vivem. E, às vezes, a amizade nasce, quando nos identificamos com essa pessoa. [Bem sei que há por aí gente com mais imaginação do que vida própria.] Há cerca de dois anos, uma pessoa frequente no meu blogue, deixou de escrever no blogue dela e nunca respondeu a emails que varias pessoas "chegadas" lhe haviam enviado, inclusive eu. tinha-me deixado um apelo no seu blogue, a que depois respondi e nunca mais tive resposta. ainda hoje tenho o seu blogue na minha de lista de leituras, para o caso dela voltar. mantenho a esperança que nada tenha acontecido. Agora volto a preocupar-me com a…

ironias

O meu marido conseguiu saber/sentir primeiro que eu o que e uma epidural...
(ouvimos sempre falar de epidural aquando dos partos mas afinal, não serve apenas nesses casos)

balões de oxigénio precisam-se...

Tenho andado longe daqui e de outros locais virtuais que, habitualmente apreciava ler. Os emails acumulam-se neste endereço que associei ao blog. Tem havido pouco tempo, pouca vontade e uma energia há muito no vermelho. Não e por desinteresse que tenho estado longe, e por desequilíbrio mental. Querer escrever aqui ou numa caixa de comentários tem se tornado uma tarefa quase hercúlea. Escrever sempre um prazer para mim, mas tenho-me sentido incapaz de o fazer nos últimos tempos. Tenho aceitado com alguma ansiedade os muitos acontecimentos que se vão sucedendo, mais desde Abril- outro Abril que se verificou agourento. Tenho muitas coisas pendentes neste momento que apenas requerem tempo- e Paciência - para que possam resolver-se. Apesar de tudo e cada vez mais, acredito - embora nem sempre aceite, em primeira instancia- nada acontece por acaso. Embora almejasse deste o início do ano por umas boas e retemperadoras férias, não foi a possibilidade de um ultimo tratamento que as veio por …