quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Tatuagens

Não tenho nenhuma. Pelo menos daquelas de tinta e agulhas. O meu marido diz que eu nunca teria coragem para fazer uma. Mas lá foi indicando o local mais sensual para eu fazer uma tatuagem, quando lhe perguntei.

Acho que uma tatuagem é uma coisa demasiado definitiva para eu me por com isso. Além da dor pavorosa das agulhas, da qual fujo a sete pés. Para marcas e agulhas, já me basta a covinha no rabo das múltiplas injecções que levei quando miúda - à força, praticamente! Não havia quem me segurasse.

Gosto muito de ver.Acho muito giro num ou outro local - tenho alguns eleitos. Provocador, até. Mas como o que é demais cheira mal: não gosto de autênticas BD espalhadas pelo corpo.Há quem goste e eu não censuro.

Lembrei-me de falar nisto porque agora um destes dias, uma miúda das aulas de dança tinha um gato bem rechonchudo tatuado na face esquerda. A miúda não devia ter mais de 16 anos. Acho que tatuar algo de uma dimensão considerável num local tão exposto, ainda mais numa idade que nem se sabe bem o que se quer, é demasiado arriscado. Creio que possa dar origem a um grande arrependimento.

Mas cada um sabe de si. Eu cá não seria capaz.[mas eu sou uma cobardolas de primeira]

1 comentário:

  1. Na face?? Isso é um pouco demais, não? Eu tenho uma nas costas, mesmo a baixo do pescoço, não doeu e nunca me arrependi, além de que são 3 estrelas que significam os meus 3 homens, marido e filhos. Não gosto de ver corpos muito tatuados, mas acho bonito uma coisa simples e pequena num sítio discreto. :)

    ResponderEliminar

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)