Porque é tão bonita, tão delicada... só porque sim.

Hoje lembrei-me desta música mal abri os olhos. Tem a ela associada uma das minha memórias de Novembro 2011. O anúncio a  umas marca de meias passava na TV e eu era obrigada a ouvir, vezes sem conta, enquanto esperava, em repouso. Se for ao arquivo do meu blogue daquele tempo, sei que a terei referido. Oxalá a minha memória fosse tão boa para outras coisas.
Eu, que me considero mais feminina que feminista, acho que isto hoje não é nada descabido.


Comentários

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

nada que consiga com palavras simples

É parvo e não muda nada...