quinta-feira, 28 de abril de 2016

o dinheiro, a loucura e uma dica

As moedas de dois euros que andava a coleccionar há uns meses atrás ainda não tinham nada definido como fim. Mal chegavam à carteira não eram cedidas a ninguém e ao final do dia, lá iam para a garrafa escolhida para o efeito
Como este ano ando numa de rebeldia, em vários sentidos, achei que podia dar-me ao atrevimento de esvaziar a garrafa e ir estoirar o dinheiro numa futilidade em grande, para comemorar o aniversário. Custa-me gastar e perder tempo com futilidades, porque sou um bocadito medrosa quanto ao dinheiro. Não confundir com sovina. Nada disso.
Falando por mim, o dinheiro custa-me a ganhar. Cada vez mais me sai do corpo e da cabeça. Já não tenho a frescura e a leveza de outros tempos e, na verdade, a paciência já é pouca também. Sinto que  aminha criatividade está mais acesa quando tiro uns dias de férias, mais ou menos, descontraídos [nunca posso desconectar do mail do trabalho].
Quem visita com alguma frequência este blogue, lembrar-se-á deste amor (platónico).
Pois é, passou de platónico a real. 
Não vou desvendar tudo para se alguém quiser pernoitar por lá. Mas deixo algumas fotos tiradas com o telemóvel. As do site deles farão jus ao local. Estas serão um complemento. Porque só sentindo mesmo e vendo com os nossos olhos.
Tenho pena de não ter tirado fotos dentro da gruta, mas estávamos a usufruir de uma rica massagem. :)
As moedas de dois euros deram muito, muito jeito sem qualquer arrobo na conta bancária. Foi um fim-de-semana de aniversário perfeito. 



Recomendo!






3 comentários:

  1. Também era menina para ser muito feliz. Obrigada pela dica e sabes os sonhos às vezes realizam se mesmo. Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Pra aí está uma boa aplicação financeira :)

    ResponderEliminar
  3. uma excelente maneira de gastar esse dinheiro :)

    ResponderEliminar

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)