Avançar para o conteúdo principal

acho que tive uma recaída (no vício)

Quando era mais nova, lembro-me de devorar tudo o que era filme e série da época, que passavam na TV. Era uma consumidora inveterada e só existiam dois canais! Agora com tanta oferta mal  ligo a caixa que mudou o mundo.
Não sou aficcionada de séries e só vou estando por dentro das coisas porque vou lendo, por aqui e por ali.
Eu sei que há muita gente que deita um olho clinico nos filmes, e desmonta todo um cenário, apontando tudo o que está mal e o que não faz sentido. Para mim, a área cinematográfica, tal como a musical é apenas prazer puro, diversão, entretenimento, deleite. Pouco me importa que esteja mal realizado, se eu começar a ver e gostar, porque deixarei de ver só porque um crítico não gostou?
Sou um bocado do contra, já se percebeu!
 
Outrora era capaz de me deitar tardíssimo, pregada à televisão. Hoje em dia, o sono chega rápido mas as manhãs começam ainda o sol não tem nascido.
Depois de uma fase de devorar livros, nestes últimos dois meses, comecei a aproveitar as madrugadas para ver alguns filmes, uns recomendados , outros porque gostaria de os ter visto no cinema e não tive oportunidade.
 
Esta manhã vi o Simplesmente Acontece, baseado num livro de Cecília Ahern, autora que aprecio. Ainda não li o livro, mas quis ver o filme. Eu gosto de continuar a pensar que o amor vence tudo



Mas depois vi este e fiquei sem saber que conclusão tirar acerca do amor:


Além do Liam Hemsworth estar em óptima forma  [e eu até sou de preferir morenos] ;), o filme The Dressmaker mostra a incapacidade das pessoas mudarem, apesar de todo o bem que possam receber ou da oportunidade que lhes é dada para mudar. Gostei muito apesar das lágrimas.
 
Aceitam-se sugestões! (O filme O melhor de mim tinha sido o anterior, visto num outro dia; recomendação que acatei deste blog. - e foi sem dúvida, uma boa decisão!)

Comentários

  1. A minha relação com a televisão também teve um percurso semelhante ao teu. Mas deixaste me curiosa para ir ver estes!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

Jardim de Chuva Prateada

hoje em dia, as pessoas têm muitos amigos no facebook. é onde têm mais amigos. Se,de repente, essa pessoa deixar de colocar posts ou likes, não mostrar as suas selfies, os amigos vão preocupar-se com isso? se calhar não. acho que impera por lá a inveja, não a preocupação... Acho que os blogues são bem mais que isso. As pessoas não são sempre felizes; quando querem, mostram a vida que realmente vivem. E, às vezes, a amizade nasce, quando nos identificamos com essa pessoa. [Bem sei que há por aí gente com mais imaginação do que vida própria.] Há cerca de dois anos, uma pessoa frequente no meu blogue, deixou de escrever no blogue dela e nunca respondeu a emails que varias pessoas "chegadas" lhe haviam enviado, inclusive eu. tinha-me deixado um apelo no seu blogue, a que depois respondi e nunca mais tive resposta. ainda hoje tenho o seu blogue na minha de lista de leituras, para o caso dela voltar. mantenho a esperança que nada tenha acontecido. Agora volto a preocupar-me com a…

ironias

O meu marido conseguiu saber/sentir primeiro que eu o que e uma epidural...
(ouvimos sempre falar de epidural aquando dos partos mas afinal, não serve apenas nesses casos)

das minhas fragilidades. tenho coisas para contar, mas hoje "roubo" palavras a outros

O momento de escrever o que Maio me trouxe e me levou, vai chegar. falarei sobre isso, quando me sentir com os pés mais perto da terra e menos de cabeça para baixo. Sem os dramatismos com que agora vejo os acontecimentos.Maio trouxe e levou. A minha vida continua um novelo com muitas pontas e poucos fins à vista. tenho de falar nisso. Porquê? porque preciso. só não sei por que ponta começar.

Enquanto as minhas palavras não saem, gostei das de outrem, que não hesitei em roubar, sem pedir licença, mas dando os devidos créditos.

Tantas palavras te disse hoje,
mas as mais frágeis reservo-as
para o dia em que te encontrar.[Deste blogue]