Avançar para o conteúdo principal

balões de oxigénio precisam-se...

Tenho andado longe daqui e de outros locais virtuais que, habitualmente apreciava ler. Os emails acumulam-se neste endereço que associei ao blog. Tem havido pouco tempo, pouca vontade e uma energia há muito no vermelho. Não e por desinteresse que tenho estado longe, e por desequilíbrio mental. Querer escrever aqui ou numa caixa de comentários tem se tornado uma tarefa quase hercúlea. Escrever sempre um prazer para mim, mas tenho-me sentido incapaz de o fazer nos últimos tempos.
Tenho aceitado com alguma ansiedade os muitos acontecimentos que se vão sucedendo, mais desde Abril- outro Abril que se verificou agourento. Tenho muitas coisas pendentes neste momento que apenas requerem tempo- e Paciência - para que possam resolver-se. Apesar de tudo e cada vez mais, acredito - embora nem sempre aceite, em primeira instancia- nada acontece por acaso.
Embora almejasse deste o início do ano por umas boas e retemperadoras férias, não foi a possibilidade de um ultimo tratamento que as veio por em causa. Inicialmente acabamos que a resolução do problema de fertilidade ia comprometer as nossas férias, mas não foi isso que veio a acontecer. Não deixa, no entanto, de ser um problema (agora com outras complicações) que também povoa o nosso pensamento.
Não gosto de riscos não calculados.Achando sempre que consigo minimizar o que não consigo controlar, não contávamos que um de nos ficasse visivelmente doente. Ele ficou. Não será nada que implique risco de vida, mas e altamente incapacitante em termos de mobilidade. Afogar-me em trabalho tem sido um medicamento que tenho administrado em mim, para me ir deixando algumas partes do meu cérebro num estado de semi-consciência. Mas como diz o povo, se não se morre da doença, morre-se da cura. Preciso de alguns balões de oxigénio, para ir atacando as adversidades que parecem não nos deixar. Não estou nem quero ser dramática. Só me sinto muito cansada por correr muito e não sair do lugar. Seguro o mais que posso os meus medos dentro da minha cabeça para não o preocupar, para que viva com serenidade e complacência, esta sua nova situação de vida; só quero que tudo passe depressa, mesmo que já estejam quase quatro meses passados e tudo esteja fora do controle.
Possivelmente os quinze dias programados vão reduzir-se a um fim de semana. Nessa altura, com ou sem a cirurgia dele, vamos estar bastante limitados com a sua falta de mobilidade. Passaremos as minhas férias em casa. Estes ano gostaria de ter experimentado Cabo Verde.
[Questionou-me de que vale trabalhar ate quase cair para o lado e ganhar o dinheiro, se depois não tenho oportunidade de o gastar também em coisas boas?].
Estou muito necessitada de apanhar sol, dormir bem, descansar. Sei que ele quer que, sendo apenas um fim-de-semana, eu aproveite bem. Fico contente que ele se tenha lembrado de preenchermos três dias, apesar das suas limitações, a retemperar as minhas energias.
Se esse local existisse, eu quereria um bom quarto de hotel, com varanda para uma praia privativa e o mar logo ali ao pé. Mas isso será pedir um local que não existe... ou existe? Preciso urgentemente de um lugar assim.
[alguém me diz como fazer reset a minha cabeça? Ate ao final do ano vou ter muitas lutas para combater, isso e já uma certeza! Todos temos problemas, resta a cada um saber resolve-Los da maneira que melhor consegue.]

Comentários

  1. Sinto muito por mais uma situação complicada:( Espero que a vossa vida tenha uma reviravolta, mas desta vez, positiva! Espero que tudo melhore! Muita força e melhoras! Beijinhos!

    ResponderEliminar
  2. Uns balões daqui para aí. Que tudo se resolva depressa Alice. Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Que estes dias te tragam esse balão de oxigénio que tanto precisas! Depois da tormenta e da tempestade, abrem-se as nuvens fazendo brilhar belos raios de sol!! Que o sol vis ilumine e que boas coisas comecem a acontecer nas vossas vidas!! As melhoras para ele. Que tudo corra pelo melhor!

    ResponderEliminar
  4. Há alturas que realmente uma pessoa questiona tudo...
    Mas há que focar nas coisas boas e dar luta!
    Porque as coisas não serão sempre más.
    Beijinhos e força*

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

Jardim de Chuva Prateada

hoje em dia, as pessoas têm muitos amigos no facebook. é onde têm mais amigos. Se,de repente, essa pessoa deixar de colocar posts ou likes, não mostrar as suas selfies, os amigos vão preocupar-se com isso? se calhar não. acho que impera por lá a inveja, não a preocupação... Acho que os blogues são bem mais que isso. As pessoas não são sempre felizes; quando querem, mostram a vida que realmente vivem. E, às vezes, a amizade nasce, quando nos identificamos com essa pessoa. [Bem sei que há por aí gente com mais imaginação do que vida própria.] Há cerca de dois anos, uma pessoa frequente no meu blogue, deixou de escrever no blogue dela e nunca respondeu a emails que varias pessoas "chegadas" lhe haviam enviado, inclusive eu. tinha-me deixado um apelo no seu blogue, a que depois respondi e nunca mais tive resposta. ainda hoje tenho o seu blogue na minha de lista de leituras, para o caso dela voltar. mantenho a esperança que nada tenha acontecido. Agora volto a preocupar-me com a…

ironias

O meu marido conseguiu saber/sentir primeiro que eu o que e uma epidural...
(ouvimos sempre falar de epidural aquando dos partos mas afinal, não serve apenas nesses casos)