pior a emenda que o soneto

Hoje foi uma manhã pouco rentável, tal como o dia de ontem. A única coisa mais ou menos válida que fiz ontem foi ir à cabeleireira e preparar cartazes dos bailes para a associação. Portanto, o meu nível de produtividade anda um pouco pelas ruas da amargura.
tenho coisas para fazer. só que não. não me apetece. só quero estar sossegadinha, sem fazer nada. A procrastinar, basicamente. Como ando metida em tanta actividade, fora o rodopio que é o trabalho, acho que, ao fim-de-semana, o corpo pede hibernação. Acho que também me tem apetecido mais aconchegar-me e sonhar de olhos abertos, talvez...

E eu, como nem tenho sarna nenhuma para me coçar, prometi à minha cunhada, que fazia umas experiências - que se aprovarem implica mais trabalho para mim - para os presentes do baptizado do meu sobrinho, para Setembro. Ela já me falou nisso várias vezes esta semana. Logo vou jantar aos meus pais, onde ela também estará presente. 
Achei que não devia adiar mais [já começo a envergonhar-me], e esta tarde fiz umas quantas tentativas de ter algo de jeito para lhe apresentar. Mas há dias que tenho dois pés e duas mãos esquerdas e nada parece resultar bem. 

Tenho umas quantas variantes para lhe mostrar. Se ela quiser levar isto avante, vou ter que estar em dia bom para cortar e coser tecido, que não foi o caso de hoje. cortei tudo torto, cosi mais torto ainda...
Se já estava frustrada pela manhã, o projecto acabou por me deixar mais stressada, quando o habitual é acontecer o contrário. não achava nenhum tecido adequado, o moldes também não, enfim...andei cheia de nove horas a tentar fazer algo. tenho a sala da costura completamente virada do avesso. e ainda tenho que a arrumar. [e não me apetece…]

Acho que foi tempo deitado fora. Não gosto de nada e nada me parece bem. Sei que sou extremamente exigente, mas desta vez tenho razão para me sentir aquém das expectativas.
Há dias maus para por a criatividade em prática. hoje foi um deles. não sei se não é melhor dizer-lhe que ainda não comecei...mas deve ser pior a emenda que o soneto.

[e continua a ser incontornável o meu gosto por polkadots. mas isso sou eu...]






Comentários

  1. Há dias menos bons, mas também passam. E não sejas tão dura contigo, porque as tuas tentativas ficaram amorosas e podes facilmente partir daí.
    Descansa, vais ver que quando voltares à tua ideia estarás em dia sim :)

    ResponderEliminar
  2. Sala de costura... tão bom...

    Os passarinhos estão quase bons, só um bocadinho menos de crista e as asas mais para baixo e para trás😉😉

    E se for algo mais pequeno e com íman? Assim é mais provável que guardem e não é trabalho deitado fora!!

    Força nisso!!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Tens alguma coisa para dizer? Obrigada por partilhares! ;)

Mensagens populares deste blogue

nada que consiga com palavras simples

É parvo e não muda nada...

Antes que isto se fine, falarei da Vida. Bonita. De alguém bonito.