Mensagens

coisas de mulheres e principalmente da saúde . prevenir. prevenir. prevenir.

Imagem
[ não tenho o hábito de andar pela praça pública a discutir sobre a minha saúde, com estes pormenores todos, mas acho importante falar nisto. cabe-nos a nós sermos as nossas primeiras cuidadoras. estou longe de ser boa comigo. mas prometo esforçar-me mais]



Ontem fui ao ginecologista. O homem é um fixe. Acho que mais boa onda não deve haver. Um dos mais conceituados em, pelo menos, duas cidades do país... Quatro meses, em média, à espera de consulta. Vagou ontem uma hora, que ficou para mim.
Prega sempre duas beijocas na face e pergunta logo: então como estás?  envergonho-me sempre... e depois ele deixa-me à vontade e começo a falar. Com os exames pedidos feitos pela médica de família na mão, deixei que avaliasse. eu sabia que havia um senão, eu falei nisso aqui, por alto, e também por essa razão, aceitei a antecipação da consulta para uma hora que devia ser de trabalho.
Sossegou-me da mama - tenho risco reduzido, por agora, de cancro. Sobre o restante que podia ser preocupante, parece…

Guilty pleasure ( eu sou muito ajuizada mas também tenho doideiras)

Não sou uma condutora irresponsável (embora haja quem não concorde; estou a pôr-me a jeito). Porém, adoro velocidade. Ir com o pé ao fundo. E dar uso à caixa de velocidades.
Aproveito, todos os dias, uma das auto-estradas menos movimentadas do país [está quase às moscas] para fazer o gosto ao pé. e sabe-me bem aquela adrenalina. vinte quilómetros dela.

Como me perguntava alguém no outro dia, com alguma graça: 
Sabes andar devagar... quando vais em fila num cortejo matrimonial ou fúnebre, não é? =P 

Custa-me um bocadito. Muito. Mas quando tem que ser... 


[ainda não apanhei nenhuma multa de velocidade (que eu saiba),  mas um dia destes vai acontecer]

Para ti, R.

Imagem
Deixar assentar a borra. Sem interferência. deixar passar o tempo. Faz toda a diferença entre um bom e um mau vinho. Como as feridas. deixar ganhar crosta. cicatrizar.  Deve passar-se o mesmo com a amizade. deixar que o que pode ser prejudicial seja eliminado. dar tempo ao tempo. apurar o lado bom. Quero acreditar que o tempo vai ajudar. Vai cimentar algo que vai durar a vida toda. Vou ficar à tua espera. deixar o tempo passar. 

[Jorge Palma, A gente vai continuar]

 [sei que esta não será uma música dentro dos teus gostos musicais.  mas será a que me faz sentido agora.]

bom ambiente e dois bobos a animar a corte

Imagem
Costumo ter uma saúde de ferro. Tirando a rouquidão que, de vez em quando, me afecta (o que está a acontecer desde ontem), não tenho grandes queixas. Não falto ao trabalho por problemas menores. E até já vim trabalhar com uma tala enorme no dedo, porque caí e o dedo rodou 180 graus sobre ele próprio. Aconteceu, perto do Natal, a 10 dias de uma cirurgia ao nariz, num sábado. Um pouco para a piada, tirei foto do dedo e mandei um mail a algumas pessoas, patrão incluído, que tinha arranjado um menino Jesus. Que não sabia se vinha trabalhar na segunda. O patrão logo me perguntou que se tinha passado. lá contei aos mesmos destinatários iniciais a história. Receei não poder conduzir. Não se pode. é proibido. mas eu vim.



Depois veio a cirurgia. e as piadas (principalmente do patrão) sobre consultas com o otorrino. [eu sabia que andava a falar demais]. O nariz ficou bom. o dedo, passados três meses e quinze  sessões de fisioterapia, não está bom nem para lá caminha.
O otorrino tinha-me indica…

quando um homem sabe ser um senhor

As mulheres, às vezes, conseguem ser imbecis.

Escolhem homens que, são tudo, menos homens. também há disso do lado dos genes XY, mas menos frequente, me parece. 
Ontem, dizia-me um homem quando discutíamos um caso particular da relação de homem-mulher:
Uma mulher nunca se deve sujeitar a nada menos do que ela merece
Dado o contexto da conversa fez sentido o conselho. eu acrescentaria que, nem um homem, se deve sujeitar. Há homens que não merecem que lhes partam o coração.
mas achei o conselho delicioso. achei mesmo.

Recado

Tenho esperança que vejas este recado. É provável que tenhas apagado o meu número de telefone. por isso não tentarei ligar-te. e pela voz que ainda não regressou...

Nunca precisei mentir ao patrão para chegar mais tarde. Disse -lhe hoje que era um assunto pessoal. Vais rir-te quando te contar o que me respondeu.

Só isso demonstra que ainda acho que há algo a fazer. Sabes bem o quanto o meu trabalho me é caro! mas há coisas que me passaram a ser importantes também.

Escrevi-te uma missiva, com cuidado, mas ainda ficou tanto por dizer. Eu acho que a vais apagar sem pestanejar.

Se mudares de ideias depois de a deitares fora, eu volto a enviar-ta. Mas lê. E há tanto que vais perceber. Ou odiar-me.

Acho sempre que posso mudar um bocadinho a vida dos outros. Para melhor.

Mas, se calhar, estou a ser presunçosa.

Gastei as cartas todas. Só não sei se ainda vais a jogo.

Amizade colorida

Este conceito não é novo, mas também não é assim tão velho.

Quando duas pessoas se amam é fácil haver faísca para o sexo. Pelo menos enquanto a paixão existe. Porque o amor implica cumplicidade, conhecimento do outro, partilha do momento. Uma dança sem palavras. 
Se se tratar de uma amizade colorida, não havendo factores demasiado intimistas a unir, acho que o sexo não acontece se não levar um empurrão, digo eu.

Se os casamentos precisam de provocações, às vezes, ou pelo menos, quando a chama arrefece, mais precisará a amizade colorida.

Ou estarei errada?

O que diz um amigo colorido ao outro quando lhe apetece passar da amizade ao sexo?

Tenho curiosidade em perceber o fenómeno. E hoje ainda mais.